Pedro Oliveira

Da paixão pela comunicação para a área de psicopedagogia, uma virada de 360º graus na vida profissional de Luciene Morais.

Assim começa a linda história de vida dessa guerreira coiteense, atualmente radicada em Recife, capital pernambucana.

Antes de se formar em psicologia clinica, ela atuou com grande desenvoltura como locutora da Rádio Comunitária do Distrito de Salgadália em Conceição do Coité na década de 90, aos 15 anos de idade.

Depois foi morar na cidade de Paulo Afonso e em 2003, através de curso técnico se aperfeiçoou em radio jornalismo.

Com a implantação da TV São Francisco na cidade, Luciene fez um teste para jornalismo.

A aprovada foi convidada pela emissora para trabalhar como repórter de rua.

Ao se mudar para a cidade de Serra Talhado no agreste pernambucano, passou a se interessar pelos cursos de programação na área de Informática e bacharelado em Teologia.

Em seguida fez o curso de psicologia clinica pela Faculdade de Ciências da Saúde de Serra Talhada (FACISST) e por último o curso em saúde mental, pela Faculdade de AEG, núcleo de extensão na cidade de Afogados da Ingazeira sertão pernambucano.

Em 2016, iniciou seu mestrado em Lisboa, Portugal.

Com dois consultórios instalados, um na capital e outro na cidade de Cabo Santo Agostinho, Luciene Morais destaca que a psicopedagogia é muito importante para o auxílio de indivíduos com dificuldades de aprendizagem.

“- Essa é uma área multidisciplinar, que engloba conhecimentos da neurologia, psicolinguística e antropologia, dentre outras disciplinas. A psicopedagogia tem como objetivo identificar pessoas com dificuldades e distúrbios psicopedagógicos ou transtornos no processo ensino/ aprendizagem. As causas podem ser de natureza emocional, mental, social ou física, mas temos condições de desenvolver ações de prevenção ou de correção desses problemas”, relata.

A coiteense disse que nas escolas, sua função é identificar problemas nos métodos de ensino-aprendizagem, nos currículos escolares ou até mesmo, nas relações pessoais a fim de gerar melhor entendimento entre professores e alunos, como forma de contribuir com o sistema educacional, muitas vezes realizando intervenções em busca de reduzir casos de evasão escolar.

Nas empresas, órgãos públicos e ONGS, o trabalho visa melhorar a performance dos funcionários.

Nas clínicas, hospitais e consultórios, visam também solucionar questões ligadas à trauma e doenças que levam pacientes à falta de memória, redução da capacidade de aprendizado ou queda no desempenho escolar, entre outros .

Distrito de Barcelona ganha escola modelo do FNDE

Com recursos da ordem de R$ 1,2 milhão, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), foi lançado dia 6 este mês, pelo prefeito Silvio Ramalho, a Pedra Fundamental para a edificação da Escola Modelo da ProInfância do distrito de Barcelona, em Caravelas.

No mesmo dia foram iniciados os trabalhos de terraplanagem da área onde a escola será construída.

A implantação desta unidade de ensino é um grande empreendimento educacional do Governo Federal em parceria com a prefeitura de Caravelas e está sendo aguardada com muita expectativa pelos moradores da comunidade e região.

O novo Centro Municipal de Educação Infantil terá capacidade de receber 360 crianças em dois turnos (matutino e vespertino) ou 180 crianças em período integral.

O prédio será instalado numa área de 4.800 m² e apresenta no projeto instalações físicas de qualidade.

A unidade terá seis salas de aula e contará com salas da diretoria, de professores, pátio coberto, sala de informática, uma ampla biblioteca, cozinha, área de serviço, depósito, vestiário, secretaria escolar e banheiros masculino e feminino.

“A unidade irá proporcionar a melhoria da infraestrutura física da rede de educação infantil no município”, conforme relata o prefeito.

O prefeito Silvio Ramalho disse ainda, que a Escola Modelo de Barcelona, ira contribuir para melhorar a qualidade da educação oferecida no município e deverá ter os  serviços de infraestrutura concluídos em meados do próximo ano, a fim de oferecer conforto e comodidade aos alunos, professores e funcionários da casa.

A creche pré-escola em construção por meio de assistência técnica e financeira do FNDE receberá, depois de pronta, mobiliários e equipamentos adequados tais como mesas, cadeiras, berços, geladeiras, fogões e bebedouros.

A secretária de Educação, Gisélia Carros, informou também, que o setor distribuiu, este ano 10 mil uniformes escolares aos estudantes da rede municipal de ensino.

Desse total, 5 mil peças foram  entregues no inicio deste mês.

As outras 5 mil foram entregues no primeiro semestre do ano letivo.

Antes, os alunos só tinham uma farda para ir à escola no decorrer da semana.

Colunas anteriores
Ver mais notícias desta seção: mais recentes · mais antigas