Famosos

Ludmilla repudia uso de sua imagem em pacotes de maconha

Através de sua assessoria, a cantora falou a respeito do produto que viralizou na internet

Um produto um tanto inusitado viralizou na internet após começar a ser comercializado na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Traficantes do local estão vendendo pacotes de maconha que trazem em sua embalagem uma foto da cantora Ludmilla. Nesta terça (14), a funkeira se manifestou contra a iniciativa através de sua assessoria de imprensa. 

A maconha com a imagem de Ludmilla, vendida a R$ 35, viralizou na internet. Segundo a jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, o produto foi intitulado de 'A Braba' e, supostamente, tem sido relacionado à funkeira por conta da música Verdinha, lançada recentemente. Algumas pessoas têm acusado a canção de apologia às drogas.

Nesta terça (14), Ludmilla manifestou seu repúdio à ligação de seu nome à venda da droga ilícita. Uma nota enviada por sua assessoria de imprensa esclarece que a artista irá "adotar todas as medidas cíveis e criminais que se fizerem necessárias, de modo a repelir e responsabilizar os autores" da ação. 

Confira a nota na íntegra:

A cantora Ludmilla, através de sua assessoria jurídica, representada pelo advogado José Estevam Macedo Lima, vem a público externar veemente repúdio a veiculação da imagem da cantora ao uso e comercialização de entorpecentes.  

Com efeito, a cantora tem sido alvo de uso indevido de sua imagem que constitui flagrante violação aos seus direitos da personalidade, que lhe são assegurados pelo Código Civil Brasileiro.

Por fim, a cantora esclarece que não poupará esforços para adotar todas as medidas cíveis e criminais que se fizerem necessárias, de modo a repelir e responsabilizar os autores das veiculações do conteúdo a seu respeito.