Política

Haddad: 'Como Weintraub passou num concurso público?'

O petista disse que o ministro era de extrema-direita e semianalfabeto

O ex-candidato a presidente da República, Fernando Haddad (PT), questionou nesta segunda-feira (13), via Twitter, como o ministro da Educação, Abraham Weintraub, havia passado em um concurso público "com apenas título de mestre para uma universidade federal, sendo de extrema-direita e semianalfabeto?".

O tuíte foi uma resposta a fala do ministro que, em um vídeo publicado nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro nesse domingo (12), disse que no processo seletivo dos concursos públicos, as pessoas são selecionadas já “com um viés de esquerda”. 

"Entre na internet e veja como foi o último concurso público da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Se você ver, é um concurso que tem praticamente nada de matemática e está lá falando do governo estado-unidense. Então você, na seleção, você já seleciona pessoas com viés de esquerda nos concursos, como é o Enem", afirmou o ministro.

Ainda de acordo com Weintraub, a “doutrinação ideológica” nos concursos não começou durante os governos do PT, mas sim, na gestão de Fernando Henrique Cardoso.

“A gente não está falando de 16 anos de PT. A gente está falando de mais de ¼ de século, de continuamente uma doutrinação que começa de uma forma suave e gradualmente você começando a achar o errado normal”, disse.

A publicação de Haddad também referenciou o erro de português cometido pelo ministro. Na semana passada, Weintraub escreveu 'imprecionante' no Twitter. Mesmo tendo excluído a publicação, a "escorregada” na ortografia rendeu vários memes nas redes sociais.