Política

Solto ontem, ex-presidente Lula deve visitar Salvador até o final do ano

Salvador deve ser a primeira capital nordestina que o ex-presidente Lula, solto ontem depois de 580 dias preso, visitará até o fim do ano

Foto: Reprodução
Lula ao lado da sua namorada
Lula estava preso desde 7 de abril de 2018

Salvador deve ser a primeira capital nordestina que o ex-presidente Lula, solto ontem depois de 580 dias preso, visitará até o fim do ano, antes de iniciar uma caravana pelo Nordeste, em que o PT tem mais força, como parte de sua estratégia para liderar a oposição ao governo Jair Bolsonaro (PSL), promover a defesa de seu nome e ajudar nas candidaturas municipais da região.

Soltura

A Justiça Federal em Curitiba determinou a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que estava preso desde 7 de abril de 2018, na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, pela condenação no caso do triplex do Guarujá (SP), um dos processos da Operação Lava Jato. 

A decisão foi proferida pelo juiz Danilo Pereira Júnior, após a defesa de Lula pedir a libertação do ex-presidente com base na decisão proferida ontem (7) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância. 

O mandado de soltura foi encaminhado para a PF. Lula deixou a cadeia às 17h45, acompanhado por parlamentares do Partido dos Trabalhadoers e seus advogados, sendo recebido por militantes do PT à frente da sede da Polícia Federal.

Nesta sexta-feira a defesa do ex-presidente pediu a soltura dele com base na mudança de jurisprudência do STF, que ontem (7) decidiu, por 6 votos a 5, que a prisão para cumprimento de pena pode se dar somente após o trânsito em julgado, quando não há mais recursos possíveis em nenhuma instância.

Além de Lula, a decisão do STF deverá beneficiar outros condenados na Lava Jato, como os ex-deputados Eduardo Cunha, José Dirceu, além do e ex-executivos de empreiteiras.