Saúde

Quer saber o segredo de malhar sem suar? Exercite-se na água...

Confira as diversas modalidades de exercícios na água e os benefícios que trazem

Foto: Pixabay
Exercícios água
Se exercitar na água é eficaz e muito mais prazeroso, especialmente num país de clima quente

O verão ainda não começou, mas o calor sim. E como muita gente quer estar com o corpo em forma, como então malhar sem sofrer com o calor?

Malhando na água!

As atividades na água trabalham as partes aeróbica e de força e ainda reduzem o impacto dos exercícios em até a 90%, por isso, são recomendadas também para quem tem problemas nas articulações.

A natação, por exemplo, é uma das poucas atividades onde se ganha massa muscular e também se trabalha o condicionamento cardiovascular.

Outra vantagem é que nosso corpo tende a manter a temperatura de 36,5°C.

Na água, a temperatura varia entre 30 e 32°C, Para nosso corpo manter a temperatura em 36,5°C, ele faz uma troca de calor com o meio líquido.

Isso já faz com que ele queime algumas calorias a mais.

E os benefícios não são exclusivos da natação.

As aulas de hidroginástica também promovem um bom ganho de massa muscular e acabam sendo uma opção de ginástica mais prazerosa, por ser no meio líquido.

E agora há também as aulas de hidrobike, que funcionam numa dinâmica parecida com a do spinning indoor.

O resultado, numa aula de cerca de 50 minutos, pode ser de uma queima de até  600 calorias.

Para todas as Idades:

Natação para bebês - São inúmeros benefícios que a natação proporciona aos bebês.

Além de melhorar a coordenação motora, noções de espaço e tempo, o exercício prepara a criança psicologicamente e neurologicamente para o auto salvamento, estimula o apetite, aumenta a resistência cardiorrespiratória e muscular, tranquiliza o sono e também previne várias doenças respiratórias.

“É importante ressaltar que o principal objetivo da natação para bebês, não é ensinar a nadar, e sim contribuir para os desenvolvimentos motor e sensorial, o terapêutico e o recreativo, além de contribuir para o aumento do condicionamento cardiorrespiratório”, explica a educadora física Jussara Oliveira, da rede Fluir. Segundo ela, a natação ajuda o bebê também a engatinhar, sentar e andar.

A água pode proporcionar ao bebê uma gama de variações de movimentos, de modos diferentes, além de experimentar novas sensações.

As atividades propostas encorajam e ensinam os pequenos a estarem mais confiantes e terem mais autonomia, afirma a educadora física, que enfatiza que “a presença dos pais nas aulas, acompanhando os seus filhos é de suma importância, pois, além de passar segurança e confiança, juntos eles tornam a aula um momento de interação e estreitamento dos laços paternos e maternos, fatores muito importantes no desenvolvimento afetivo da criança”, conclui.

Natação Infantil - Crianças que praticam natação têm melhor desenvolvimento motor. Além de ser uma atividade divertida, nadar também ajuda a desenvolver equilíbrio e a trabalhar o sistema respiratório.

A natação é um dos exercícios físicos mais completos, capaz de movimentar a maioria dos músculos e de contribuir para o bom condicionamento físico.

Natação para adultos - A natação para adultos pode ser realizada a partir dos 14 anos de idade.

Por se tratar de um treinamento aeróbio, a natação estimula o emagrecimento, melhora a capacidade cardiorrespiratória, desenvolve a força muscular e a coordenação motora e proporciona mais equilíbrio e resistência.

Natação para Idosos - Estudos apontam melhora no humor e na cognição de idoso com a prática da natação. Há ainda fatores como a interação social e o poder relaxante da água.

A natação é feita com uma variedade de exercícios que obriga o praticante a se esforçar para manter um padrão de coordenação alto durante a prática.

A a variação de intensidade, volume e tempo dos exercícios melhora a rede neural do praticante, e isso também contribui para o aprimoramento da coordenação motora em geral.

Hidroginástica – A hidroginástica é uma atividade aparentemente mais fácil, pois como a resistência da água é muito maior que a do ar, a velocidade dos movimentos aquáticos é menor, dando essa falsa percepção para quem está fora da piscina.

Mas no exercício aquático, principalmente por esse motivo, é possível desenvolver os principais componentes da aptidão física como a força muscular, resistência cardiorrespiratória, resistência muscular, flexibilidade e equilíbrio.

Segundo Jussara Oliveira, a hidroginástica é uma atividade que proporciona ao indivíduo  relaxar e ao mesmo tempo  trabalhar todos os grupos musculares. Pode ser praticada por jovens, adultos, homens, mulheres que buscam se exercitar, ou ao mesmo praticar uma atividade eficaz e estimulante.

“Os exercícios na água são excelentes. Praticados regularmente melhoram o condicionamento físico, cardiorrespiratório, a coordenação motora, promovem maior domínio corporal, aumentam a flexibilidade e diminuem o peso”, afirma.

Hidrobike – O aquaspin, hidrospinning ou simplesmente hidrobike é uma modalidade que usa uma bicicleta especial, feita para funcionar na água.

Traz benefícios para todas as idades e para todos os tipos de alunos, de atletas a sedentários. As principais vantagens são melhora a circulação sanguínea e a condição cardiorrespiratória, enrijece os membros inferiores, não tem impacto nas articulações auxilia no alongamento muscular e é divertido.