Livros

ONG Visão Mundial lança livro Meninos de Deus, que pode ser comprado online

Livro conta histórias reais de meninos que moram em bairro de situação de vulnerabilidade social em Fortaleza

Foto: Divulgação
Meninos de Deus
Meninos de Deus: histórias bem sucedidas de meninos que reencontraram a vida e esperança

Para marcar o aniversário de 10 anos do projeto 'Meninos de Deus', da Visão Mundial – que integra a parceria World Vision Internacional e está presente em cerca de 100 países –, a ONG lançou o livro de histórias reais "Meninos de Deus: Histórias Bem Sucedidas de Meninos que Reencontraram a Vida entre Lágrimas e Esperança", pela editora Carlinhos Peregrino.

O livro está disponível para compra pelo site da Visão Mundial visaomundial.org/meninosdedeus. Em duas versões, português e inglês, quem estiver interessado poderá doar R$25 (vinte e cinco reais) e ganhará o livro. Todo o valor arrecadado será direcionado ao projeto.

O projeto, criado em 2008 e que tira jovens do crime e da violência em Fortaleza já atendeu cerca de duas mil crianças e adolescentes em bairros de situação de vulnerabilidade social.

O livro conta algumas dessas histórias, dos jovens que passaram ou que ainda estão no projeto e que participaram ativamente no mundo do crime, e hoje, são pessoas com a dignidade redimida, desfrutando de uma nova experiência na reconstrução da vida.

A texto narra, em sua introdução que "está chegando às suas mãos, um livro elaborado a partir de várias histórias marcadas por muitas dores e alívios, lágrimas e sorrisos, desencantos e esperanças, sinais de ódio e muito amor.

O livro sobre os Meninos de Deus é um conjunto de depoimentos de uma juventude abandonada pela família, repudiada pelos vizinhos, inadequada às escolas – meninos e meninas de ninguém.

Estes meninos e meninas, se intitularam "Meninos de Deus", usando uma lógica muito simples: 'ninguém nos acolhe, ninguém nos apoia, somente Deus nos recebe, então somos - MENINOS DE DEUS'".

A história foi escrita por Carlos Queiroz a partir de uma pesquisa e escuta, realizada pela jornalista e fotógrafa documental Cattleya Lopes com os meninos precursores do projeto. Fotos dela e do também fotografo Léo Silva, morador da comunidade de Santa Filomena, onde o projeto nasceu, e que conhece de perto a vida desses jovens.

Resultado de várias entrevistas, o livro é dividido em "Histórias de Amor", com uma das histórias sendo a de Paulo Uchôa, idealizador do projeto. Será possível entender porque ele pode ser considerado o protagonista de tudo o que aconteceu de bom na vida dos demais personagens deste livro;

e "Histórias de Superação e Esperança", que traz a história de 11 jovens que participaram ativamente no mundo do crime, e hoje, são pessoas com a dignidade redimida, desfrutando de uma nova experiência na reconstrução da vida. Eles apenas ilustram a transformação que aconteceu com a história de vários outros jovens.