Esportes

Na estreia de Rogério Ceni o Cruzeiro vence e sai do Z4

Com a vitória, o Cruzeiro chegou aos 14 pontos e assumiu a 16ª posição

Foto: Ivan Storti/SantosFC
Jogadores do Cruzeiro e do Santos disputam bola
O Cruzeiro reencontrou o caminho da vitória

Depois de uma sequência de 11 jogos sem vencer no Brasileirão, o Cruzeiro reencontrou o caminho das vitórias.

No Mineirão, pela 15ª rodada, a Raposa venceu o líder Santos por 2 a 0 e deixou a zona de rebaixamento. Fred e Thiago Neves marcaram os gols do triunfo mineiro neste domingo (18 de agosto). 

Com a vitória, o Cruzeiro chegou aos 14 pontos e assumiu a 16ª posição. Já o Peixe é o líder, com 32 pontos somados.

Com um jogador a mais desde os três minutos de bola rolando, após expulsão do zagueiro alvinegro Gustavo Henrique, o Cruzeiro dominou o primeiro tempo da partida.

A equipe celeste teve boas chances para abrir o marcador com Dodô, Marquinhos Gabriel e Thiago Neves, mas Éverson apareceu bem para salvar o Santos nas três oportunidades.

O duelo parecia se encaminhar para o intervalo com o placar zerado até que, aos 43, a Raposa enfim passou pelo arqueiro do Peixe. Thiago Neves achou Fred dentro da área, o atacante dominou bonito e bateu direto para o fundo das redes: 1 a 0.

Nos acréscimos, o Thiago Neves novamente esbarrou em grande defesa de Éverson, aos 46. Na sequência, o Santos chegou pela primeira vez em boa finalização de Sánchez, mas Fábio evitou o gol de empate.

Na etapa complementar, o Cruzeiro manteve o ritmo e precisou de apenas um minuto para ampliar a contagem.

O embate entre Thiago Neves e Éverson voltou a acontecer, mas dessa vez com um final feliz para o meia da Raposa, que soltou o pé de fora da área e viu a bola morrer no cantinho da meta santista.

E os mineiros queriam mais. David, aos dois, quase fez o terceiro. Na sequência, Henrique e Orejuela também pararam no arqueiro do Peixe.

Na marca dos 24, Pedro Rocha pegou uma sobra dentro da pequena área e mandou por cima do gol.

A Raposa ainda teve mais duas oportunidades, mas nem Fred nem Pedro Rocha conseguiram aumentar a vantagem do time da casa. 

Ficha técnica

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Anderson Daronco-RS (FIFA);
Auxiliares: Rafael da Silva Alves-RS e Elio Nepomuceno de Andrade Junior-RS;
Cartões amarelos: Fred e Thiago Neves (CRU);
Cartão vermelho: Gustavo Henrique (SFC);
Gols: Fred, aos 43 min do 1ºT e Thiago Neves, no 1º min do 2ºT (CRU).

Santos FC: Everson; Evandro (Pará) (Luiz Felipe), Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sánchez (Alison) e Felipe Jonatan; Derlis González, Eduardo Sasha e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli.

Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Dedé (Cacá), Fabrício Bruno e Egídio (Fred); Henrique, Dodô, Thiago Neves e Marquinhos Gabriel; David (Robinho) e Pedro Rocha. Técnico: Rogério Ceni.

Como ficou a classificação

CLASSIFICAÇÃO P J V E D GP GC SG %
Libertadores
1 Santos 32 15 10 2 3 25 14 11 71.1
2 Flamengo 30 15 9 3 3 32 18 14 66.7
3 Palmeiras 30 15 8 6 1 24 10 14 66.7
4 Atlético-MG 27 15 8 3 4 22 16 6 60
Pré-Libertadores
5 São Paulo 27 14 7 6 1 19 9 10 64.3
6 Corinthians 27 15 7 6 2 17 8 9 60
Sul-Americana
7 Internacional 24 15 7 3 5 17 12 5 53.3
8 Athletico-PR 22 14 7 1 6 22 14 8 52.4
9 Botafogo 22 15 7 1 7 14 15 -1 48.9
10 Bahia 21 15 5 6 4 17 15 2 46.7
11 Ceará 20 15 6 2 7 19 14 5 44.4
12 Goiás 18 15 5 3 7 14 24 -10 40
13 Grêmio 18 15 4 6 5 18 20 -2 40
14 Fortaleza 17 15 5 2 8 16 21 -5 37.8
15 Vasco 17 15 4 5 6 14 22 -8 37.8
16 Cruzeiro 14 15 3 5 7 13 22 -9 31.1
Rebaixamento
17 Fluminense 12 15 3 3 9 19 25 -6 26.7
18 Chapecoense 11 15 2 5 8 15 27 -12 24.4
19 CSA 11 15 2 5 8 4 22 -18 24.4
20 Avaí 7 15 0 7 8 7 20 -13 15.6