Ciência

Nasa divulga nova foto de Júpiter

A foto foi feita pelo telescópio espacial Hubble

Foto: Nasa
O gigante Júpiter
O gigante Júpiter

A Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) divulgou em seu site nova imagem de Júpiter, o maior planeta do sistema solar e quinto mais próximo do sol, depois de Marte e antes de Saturno.

A foto foi feita no final de junho pelo telescópio espacial Hubble - satélite artificial lançado pela Nasa na década de 1990.

A imagem permite visão da mancha de cor vermelha, em tom alaranjado, e das nuvens de gelo e amônia que circulam Júpiter.

A imagem destaca a Grande Mancha Vermelha do planeta, que é um furacão duas vezes maior do que a Terra.

Apesar de a tempestade já existir há cerca de 350 anos e ter cinco quilômetros de altura, as últimas imagens mostram que o fenômeno está diminuindo — e essa não é exceção. Os cientistas, contudo, ainda não sabe porque isso está acontecendo.

O planeta estava a mais de 640 milhões de quilômetros da Terra.

Pesquisadores da Nasa também observam a ocorrência de ciclones no astro. 

Outro detalhe é a cor das largas linhas no equador de Júpiter. Isso porque o laranja brilhante pode ser um sinal de que nuvens mais densas estão começando a "clarear", o que enfatiza as partículas vermelhas na neblina subjacente.

As faixas que circundam o planeta são criadas por diferenças na espessura e altura das nuvens de gelo de amônia. No caso das faixas coloridas, elas são resultado de diferentes pressões atmosféricas, enquanto as mais claras estão mais altas e têm nuvens mais espessas.

Todas as faixas de nuvens coloridas de Júpiter nesta imagem estão confinadas ao norte e ao sul por correntes que permanecem constantes, mesmo quando elas mudam de cor. Elas permanecem separadas por ventos que podem atingir velocidades de até 644 quilômetros por hora.

A nova imagem foi tirada em luz visível como parte do programa Outer Planets Atmospheres Legacy, ou OPAL, na sigla em inglês. Anualmente, o projeto fornece imagens feitas pelo Hubble de outros planetas, o que proporciona o monitoramento dos astros e suas tempestades, ventos e nuvens.

As fotos parecem uma pintura