Brasil / Política

Jornalista que atuava com Moro pede demissão de Ministério

Jornalista Giselly Siqueira não informou o motivo do pedido de demissão

Foto: Robert Leal /TJMG
Ministro da Justiça, Sergio Moro
A demissão aconteceu enquanto Moro está temporariamente afastado do cargo por um pedido pessoal

A assessora especial de comunicação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a jornalista Giselly Siqueira, pediu demissão do cargo na tarde desta terça-feira (9) e, agora, não trabalha mais com o ministro Sergio Moro.

Antes de atuar na comunicação do Ministério comandado por Moro, a jornalista já havia atuado em outros órgãos públicos como o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Na época, a gestão era dos ministros Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski.

A jornalista também chegou a atuar na assessoria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na gestão de Gilmar Mendes. Além disso, Giselly chegou a trabalhar na equipe de comunicação da Procuradoria-Geral da República.

Não foi informado o motivo do pedido de demissão da jornalista. Ela é casada com o autor do livro ‘Lava Jato - O juiz Sérgio Moro e os bastidores da operação que abalou o Brasil’, Vladimir Netto - que também é repórter da TV Globo.