Cinema

Ciclo CineAlemanha exibe '3 dias em Quiberon'

Esta sessão, feita em parceria com a Aliança Francesa Salvador, ocorrerá nesta quinta-feira (11/7)

Cena do filme 3 Dias em Quiberon
"3 Dias em Quiberon" (3 Tage in Quiberon), escrito e dirigido por Emily Atef

Filme austro-franco-alemão estreado em 2018 no 68º Festival Internacional de Cinema de Berlim, “3 Dias em Quiberon” (“3 Tage in Quiberon”), escrito e dirigido por Emily Atef, é um drama biográfico em torno de um momento no fim da vida da atriz Romy Schneider (1938-1982).

A obra será a terceira exibida no ciclo “CineAlemanha”, realizado pelo Goethe-Institut Salvador-Bahia para difundir a produção cinematográfica contemporânea da Alemanha.

Esta sessão, feita em parceria com a Aliança Francesa Salvador, ocorrerá nesta quinta-feira (11/7), às 19h, no Saladearte Cinema do Museu, com ingressos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). A classificação indicativa é de 16 anos.

Marie Bäumer é quem assume a tarefa de interpretar Romy Schneider. O ano é 1981, quando Romy passa três dias com sua melhor amiga Hilde Fritsch (Birgit Minichmayr) na pequena comuna bretã Quiberon, para se recuperar antes do próximo filme.

Apesar de suas experiências negativas com a imprensa, a atriz concorda em dar uma última entrevista ao repórter Michael Jürgs (Robert Gwisdek), acompanhado do fotógrafo Robert Lebeck (Charly Hübner).

A lendária entrevista é a base para a obra de Emily Atef, que capta a atmosfera desses dias em que a dama do cinema é surpreendentemente honesta, da depressão à animação exuberante.

O ciclo “CineAlemanha” terá um total de seis sessões, sempre na segunda quinta-feira do mês. A estreia ocorreu com o drama “Em Trânsito” (“Transit”, 2018), de Christian Petzold, em 11 de abril. Em 9 de maio, foi a vez de “Nos corredores” (“In den Gängen”), de Thomas Stuber.

Sinopse

No quarto de um luxuoso hotel na pequena comuna de Quiberon, na França, a atriz Romy Schneider, maior estrela europeia da sua época, concede sua última entrevista, em 1981.

Em três dias de intensas conversas e sessões de fotos, dois jornalistas descobrem a natureza contraditória da entrevistada, sua exuberância, melancolia e dor.

Anote

Gênero: Drama
Língua: Alemão com legenda em Português
Duração: 115 minutos
Classificação indicativa: 16 anos
Data: 11 de julho de 2019 (quinta-feira), 19h
Local: Saladearte Cinema do Museu (Av. Sete de Setembro, 2195, Museu Geológico da Bahia – Corredor da Vitória)
Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)