Esportes

Doce Mel goleia time de Talisca e fica com acesso à Série A no Baiano

Time da cidade de Ipiaú levou a melhor sobre o Olímpia neste domingo

O Doce Mel, da cidade de Ipiaú, surpreendeu e conquistou na tarde desse domingo o acesso para a primeira divisão do futebol baiano de 2020. Jogando em Salvador, no estádio do Pituaçu, o Doce Mel venceu o Olímpia por 3 a 0 e conquistou o título de campeão da Bahia da Série B (equivalente a A2 em São Paulo).

No primeiro jogo, disputado no domingo anterior em Ipiaú, com o mando do Doce Mel, o Olímpia havia vencido por 2 a 1 e, no jogo da tarde desse domingo, jogava por um simples empate. Um derrota de um gol de diferença, levaria a decisão para os pênaltis.

Mas, desde que começou a decisão, o Doce Mel fez uma partida de gala, sendo superior ao Olímpia ao longo de todo o jogo.

No final do primeiro tempo, aos 45 minutos, o atacante Gustavo abriu o marcador, com o placar sendo ampliado aos dois minutos da etapa complementar, aos dois minutos, em uma potente cobrança de falta do zagueiro Anderson.

O terceiro gol, que sacramentou a goleada e o acesso do Doce Mel, surgiu de pênalti, aos 23 minutos, com Gustavo convertendo a cobrança em falta cometida em cima de Adnael. Gustavo, de 22 anos e vindo do Sul do Brasil, foi o melhor jogador nessa decisão da Série B do Campeonato Baiano.

Pelo regulamento do Campeonato Baiano da Série B apenas o campeão conquista o acesso, com o Doce Mel entrando no lugar do Jequié, que foi rebaixado nesse ano de 2019.

Com um orçamento inferior ao Olímpia, o Doce Mel é o antigo Atlanta de Jequié e conquistou o acesso nas mãos do treinador Elias Borges, que já dirigiu muitos times do Nordeste. O elenco foi formado por jogadores desconhecidos e muitos vindos das categorias de base do próprio clube.

Já o Olímpia, da cidade de Lauro de Freitas, time cujo dono é o jogador Anderson Talisca, atualmente jogando em Guangzhou Evergrande, de China e que esteve na partida e deixou o estádio decepcionado.

O elenco do Olímpia contou com jogadores conhecidos com destaque para Bida, que surgiu bem como cabeça de área do Vitória-BA nos anos 2000 e jogou em equipes de expressão como Santos, Atlético Goianense e Ponte Preta. Atualmente com 34 anos, Bida vem atuando em equipes secundárias, mas teve participação importante no acesso de seu time.

Outro jogador conhecido do Olímpia é o goleiro Vitor, de 34 anos, e que fui titular do Londrina-PR nas temporadas 2014/15.

Muitos jogadores que disputaram o Campeonato Baiano da Série B são semi-profissionais, inclusive disputando os campeonatos amadores que são muito valorizados no interior da Bahia.

A Série B do Campeonato Baiano teve pouco mais de dois meses de duração com a presença de seis equipes.