Cinema

Rindo à Toa, filme sobre o humor brasileiro pós-abertura, será lançado nacionalmente

Com depoimentos dos principais ícones do humor nacional que entraram em cena de 1988 a 2000

Foto: Divulgação

O documentário "Rindo à toa - Humor sem limites", de Claudio Manoel, Álvaro Campos e Alê Braga, estreou no Festival do Rio 2018 (Mostra Première Brasil Retratos) e será lançado nos cinemas no dia 30 de maio, no Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Brasília.

O longa analisa a produção de humor no país a partir da reabertura política, no período de 1988 até os anos 2000.

Segundo longa sobre humor do trio de diretores, "Rindo à toa" investiga como a liberdade de expressão e os novos ares dos primeiros tempos da redemocratização impactaram o conteúdo de humor no Brasil.

O documentário tem como ponto de partida os sucessores de "O Pasquim" nas bancas: "Planeta Diário", "Casseta Popular", e as publicações da Circo Editorial (Glauco, Laerte, Angeli);

passa pela música com as bandas irreverentes que traziam a comédia em seu DNA como a "Blitz" e “Premeditando o Breque”; o surgimento da onda do besteirol no teatro e os programas de TV como o pioneiro "Armação Ilimitada", "TV Pirata" e "Casseta & Planeta" chegando até "Sai de Baixo" e "Hermes e Renato".

Os principais ícones do humor dos mais diferentes estilos, que entraram em cena de 1988 a 2000, refletem sobre as produções que marcaram uma época, e sobre questões como originalidade, vanguarda, limitações e contexto histórico e social.

"Rindo à toa - Humor sem limites" dá continuidade à investigação sobre humor  iniciada em "Tá rindo de quê? - Humor e ditadura", documentário dos mesmos diretores, que aborda o período em que a produção artística tinha que driblar a censura imposta pelo regime militar.

"Rindo à toa - Humor sem limites" é uma produção Emoções Baratas, Homem de Lata e 2Moleques. 

A coprodução é assinada pela Globo Filmes, GloboNews e Canal Brasil, uma parceria que prevê que o filme seja lançado em circuito comercial e posteriormente seja exibido na TV, nos canais coprodutores.

A distribuição nos cinemas será da Bretz Filmes.

SINOPSE:

“Rindo à toa” reflete de forma bem humorada sobre o estilo da comédia praticada no Brasil a partir da reabertura política em 1988. O filme aborda a gênese e nascimento dos “humoristas” nos anos 80. Os ícones do humor revisitam sua trajetória e refletem sobre seus estilos e questões como originalidade, vanguarda, limitações e contexto histórico e social.

FICHA TÉCNICA

Produção e coprodução: Emoções Baratas, Homem de Lata, 2Moleques, Globo Filmes, Globo News e Canal Brasil

Direção: Claudio Manoel, Álvaro Campos, Alê Braga

Produtores: Álvaro Campos, Alê Braga, Claudio Manoel e Manfredo G. Barretto

Dir. Fotografia: Marcela Bourseau

Montagem: Pedro Bronz, edt.

Arte: Luva

Trilha sonora: Eugenio Dale

Edição e finalização de som: Bernardo Uzeda

ENTREVISTADOS:

Adriano Silva, Andrea Beltrão, Angeli, Beto Silva, Boni, Claudio Manoel, Claudio Paiva, Chico Caruso, Daniel Filho, Evandro Mesquita, Felipe Fagundes, Fernanda Young, Guel Arraes, Helio de la Peña, Hubert, Laerte, Luiz Fernando Guimarães, Marcelo Madureira, Marcelo Mansfield, Marcelo Tas, Marisa Orth, Miguel Falabella, Nizo Neto, Patrycia Travassos, Regina Casé, Roger Moreira, Tom Cavalcanti e Wandi.