Brasil / Política

Dono do sítio de Atibaia quer vendê-lo de forma "imediata"

Foi por causa dessa propriedade que o ex-presidente Lula foi condenado em fevereiro deste ano pela Justiça Federal a 12 anos e 11 meses de prisão

O dono oficial do sítio Santa Bárbara, em Atibaia, São Paulo, pede autorização judicial para vender a propriedade. Foi por causa dessa propriedade que o ex-presidente Lula foi condenado em fevereiro deste ano pela Justiça Federal a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

O pedido de venda foi feito pelos advogados de Fernando Bittar ao juiz Luiz Bonnat, da 13ª Vara Criminal de Curitiba. De acordo com a coluna de Lauro Jardim, a defesa do dono oficial do sítio alega que Bittar "não mais frequenta o sítio, tendo interesse em sua venda imediata".

Os advogados pedem que o sítio de Atibaia seja vendido de forma "convencional" depois de uma avaliação judicial, na tentativa de livrar-se de uma possível venda via leilão judicial, que pode resultar num valor menor do que esperado na transação.