Cidade / Palco

Sala do Coro no TCA tem 70 espetáculos em 4 meses

Inaugurada em julho de 2018, a Nova Sala do Coro do TCA passou por reforma,

Teatro, dança e música estarão em cartaz na Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA) de março a junho.

Em 4 meses serão apresentadas mais de 70 sessões de espetáculos, com projetos selecionados da ‘Convocatória para Ocupação de Pauta da Sala do Coro do TCA – 1º Semestre de 2019’, somados à Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), ao Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e à Escola de Dança da Funceb.

Os corpos artísticos oficiais da Bahia iniciam a programação e têm pautas garantidas todos os meses.

Nos dias 20 e 21 de março, a OSBA retoma o seu “Sarau Myriam Fraga”, que oferece destaque especial para a poesia e para mulheres artistas.

Nesta edição, o maestro Carlos Prazeres conduz as atividades e a violinista Priscila Rato, atual spalla da orquestra, será a solista.

No repertório, obras de Vivaldi, Strauss e Bach, e também peças mais recentes de estilos variados, de Luiz Gonzaga até Paul McCartney. Depois, nos dias 23 e 24 de março, o BTCA encena “Tamanho Único”.

Estreada em julho de 2018, a obra é um conjunto de solos com temas livres interpretados por integrantes da companhia, criados por eles próprios e por convidados externos: o coreógrafo Augusto Soledade (Brasil/Estados Unidos) e o pesquisador em dança Leo Serrano (Argentina). As cenas abordam temas contemporâneos contextualizados nas experiências dos criadores e bailarinos.

Assim como vem ocorrendo desde a reabertura da Sala do Coro, as terças serão de música. Em abril, vai ter J. Velloso e Luciano Salvador Bahia, Lia Lordelo com o seu “Torquatália”, Talita Avelino, Ronei Jorge e Baixo e Fêmea.

Em maio, será a vez de Jó no lançamento do EP “Ao meu alcance”, Lazzo Matumbi, Jonga Lima e Caim. Encerrando o semestre, em junho, Letieres Leite Quinteto lançando CD, grupo Quabales e Livia Nery apresentando “Beco do sossego”.

Para a linguagem de teatro, haverá as temporadas de estreia de “Mulheres de Sangue”, de Fafá Menezes, entre abril e maio, e de “Embarque Imediato”, de Aldri Anunciação, entre maio e junho.

Em dança, além do BTCA e da Escola de Dança da Funceb, a Sala do Coro receberá atividades da 13ª edição do “VIVADANÇA Festival Internacional”, no mês de abril, e os espetáculos “HAITI o AYITI”, da coreógrafa Cecilia Lisa Eliceche em parceria com o artista visual Leandro Nerefuh, em maio, e “O Baile”, do Coletivo Casa 4, em junho.

Inaugurada em julho de 2018, a Nova Sala do Coro do TCA passou por reforma, dentro do projeto Novo TCA. Ela adquiriu uma nova configuração espacial para o palco e a plateia, tendo a flexibilidade de formatos como fundamento: múltiplos arranjos são possíveis com a sua arquibancada retrátil.

Intervenções técnicas e de estrutura também incluíram a reformulação do foyer, modernização dos equipamentos de sonorização, qualificação de acústica e cenotecnia, renovação do sistema de ar-condicionado, reforma dos sanitários e camarins.