Entretenimento

Racismo: BBB19 está sendo investigado por Delegacia no Rio

Polícia abriu inquérito para apurar as declarações feitas por alguns participantes do reality

Foto: Reprodução

As frases polêmicas que estão chamando a atenção dos telespectadores do Big Brother Brasil 19 viraram caso de polícia.

Isso porque a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância abriu inquérito para apurar as declarações feitas por alguns participantes do reality. A Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou o fato na segunda-feira, dia 11.

Nas redes sociais, algumas falas de Paula já haviam repercutido, quando como ela descreveu um homem que esfaqueou uma mulher:

Achei que ia chegar mó faveladão lá, né? Quando vi, o cara era branquinho, morou sei lá quanto tempo na Austrália ou no Canadá, não sei. Falei: não é possível que você fez isso. Mas a mulher era mana mesmo, mana!

Em outra ocasião, ela falou sobre ter cabelo crespo:

Eu também tenho cabelo ruim.

E, em mais um momento, ela explicou o que considerava humor negro:

O que é humor negro, é começar a fazer uma piadinha contra uma pessoa negra.

E completou:

Meus humor negro. Desculpa, Brasil, mas não é possível, foi sem querer. Eu sou assim, desde pequena. É legal, eu só falo as verdades.

Paula também disse em determinado momento que sente apoio do público em suas falas: Até as mer** que eu falo, se o povo me deixa ficar aqui é porque não está achando tão ruim, não.

O episódio que mais repercutiu, no entanto, foi quando Paula afirmou que tem medo de Rodrigo:

Eu tenho medo sabia. De mandar ele para o paredão e sei lá. Ele mexe muito com esses trecos, ele sabe cada oxu deles lá, ele conhece, sabe? Eu tenho medo.

Hariany então deu um toque:

Não fica falando isso não, porque às vezes as pessoas dessas religiões lá fora pensam que você está com implicância, que você é preconceituosa. Só tem que se blindar de qualquer coisa.

Mas Paula finalizou:


Mas sei lá, se acontecer alguma coisa, a gente viu que não deu. Nosso Deus é maior.

Algumas conversas polêmicas giram em torno de Maycon, que fez um relato sobre ver Gabi e Rodrigo dançando, enquanto tocava a música Identidade, do consagrado Jorge Aragão:

 

Uma vez vi dois urubus, que eram dois espíritos ruins. que estavam comendo uma macumba que a galera tinha feito. Até então, sentei ali e comecei a comer, de repente comecei a comer e um virou de costas pro outro e começou a se abraçar, fecharam os olhos. (...) Foi assim, eu estava assim comendo nessa cadeira, aí estava o Rodrigo e a Gabi, de repente eu senti um arrepio, começou a tocar umas músicas esquisitas, tá ligado? Aí olhei pros dois e eles estavam em um sincronismo legal, juro por Deus, achei legal. Aí de repente comecei a olhar, escutar uns negócio, tipo assim: Não faça igual eles, aí veio Jesus Cristo na minha mente. Tipo, pra vida, não pra aqui, pra vida inteira: se você fizer igual eles, eles ganham mais coisa.

Com Paula e Hariany ele falou mais sobre Gabriela:

Quer votar, vai lá vota, beleza, mas falaram para eu nem fumar o cigarro da Gabi pra você ter uma ideia. Não aceita o cigarro da Gabi.

Quando Paula interveio:

Falou? Os treco adora cigarro, fuma pra caralho, e ela fuma pra caralho. Eu não vou falar o nome desse espírito aí, mas a pessoa dá uma oferenda que é cigarro, bebida, pra ele.

Maycon então deu a entender que Isabella havia ficado doente por conta de algum tipo de interferência espiritual de Gabriela:

Esse tipo de pessoa sempre cria conflito comigo, toda vez, sempre, sempre. (...) Pode ser que as pessoas em si são boas, ruim é as coisas que ficam andando junto com elas, entendeu. A Isa falou que a Gabi é uma pessoa muito boa, mas o ruim são as coisas que estão andando junto com ela. Porque essas vezes que ela ficou doente [Isa] aí foi muito estranho. E não era pra ela não, viu? Era pra mim.

Paula mais uma vez interveio:

É, isso pega sempre nas pessoas mais próximas se a gente está blindado.

E Maycon disse que foi afetado, e por isso começou a contar para os outros participantes sobre seu affair com Isa:

Mas aí afetou nós dois, eu perdi a linha, comecei a falar pra todo mundo sobre nós, que era só entre eu e ela. Comecei a perder o controle de falar as coisas. E ela ficou malzona. Abracei ela na cozinha e a Gabi passou e fez ainnn.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Polícia, as investigações correm sob sigilo.