Brasil

'Pior dia da minha vida', escreve mulher de Boechat

Veruska Seibel Boechat publicou no Instagram homenagem ao jornalista de 66 anos, que morreu em acidente de helicóptero

 "Pior dia da minha vida." A frase de poucas palavras, seguida de um emoji com o coração partido, foi publicada no Instagram por Veruska Seibel Boechat, a mulher do jornalista Ricardo Eugênio Boechat, de 66 anos, morto em um acidente de helicóptero no Rodoanel, em São Paulo, nesta segunda-feira, 11.

Visualizar esta foto no Instagram.

Pior dia da minha vida.??

Uma publicação compartilhada por Veruska Seibel Boechat (@doceveruska) em

Em preto e branco, a foto postada mostra o casal abraçado e feliz. Veruska está vestida de noiva. Boechat, sorri. Os dois se casaram em 2005 e tiveram duas filhas: Valentina, de 13 anos, e Catarina, de 11. O jornalista deixa, ainda, outros quatro filhos e uma neta de seis meses. À frente dos microfones da rádio BandNews FM, ele costumava se referir à mulher como "Doce Veruska".

O helicóptero, uma aeronave  Bell Jet Ranger, prefixo PT-HPG, fabricada em 1975, caiu em cima de um caminhão no início da tarde, na altura do quilômetro 7 da rodovia, próximo ao acesso à Anhanguera, na chegada a São Paulo. O piloto Ronaldo Quattrucci também morreu no acidente.

Boechat também era apresentador do Jornal da Band e colunista da revista IstoÉ. Trabalhou no Estado e, também, nos jornais O Globo e O Dia. O jornalista colecionou prêmios em quase 50 anos de carreira, entre eles três prêmios Esso - então considerado o mais importante do Brasil.

A morte de Boechat repercutiu entre políticos, artistas e jornalistas. "É com pesar que recebo a triste notícia do falecimento do jornalista Ricardo Boechat, que estava no helicóptero que caiu hoje em SP. Minha solidariedade à família do profissional e colega que sempre tive muito respeito, bem como do piloto. Que Deus console a todos!", escreveu o presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais.