Música

Concerto do Neojiba tem maestro suíço Rainer Held como regente

O concerto reúne a Orquestra Juvenil da Bahia e o Coro Juvenil na Sala Principal do TCA

Em 2017 Held conduziu os jovens do programa Neojiba no concerto Bahia & Suíça
Em 2017 Held conduziu os jovens do programa Neojiba no concerto Bahia & Suíça

A série Neojiba no TCA retorna à Sala Principal nesta quinta-feira, 15 de novembro. No palco do Teatro Castro Alves, estarão duas das principais formações do Programa: a Orquestra Juvenil da Bahia e o Coro Juvenil do Neojiba. 

O maestro convidado será o suíço Rainer Held, que participa do evento graças ao apoio da Pro Helvetia, agência de fomento às artes e cultura suíças. Esta não é a primeira parceria entre o programa Neojiba e Held. O regente, que se dedica especialmente às obras orquestrais e corais compostas por seus compatriotas, conduziu também o concerto que celebrava a relação musical entre a Bahia e a Suíça, em agosto de 2017.

O concerto marca a primeira apresentação do Coro Juvenil depois da conquista do primeiro lugar no Festival Internacional de Corais de Curitiba, o Cantoritiba.

Na abertura do concerto, os jovens coralistas unem-se à Orquestra Juvenil para apresentar Nänie, canto elegíaco de Schiller musicado por Johannes Brahms, e as Danças Polovetsianas, suíte da ópera Príncipe Igor, de Aleksandr Borodin.

Depois de passar pela Alemanha de Brahms e a Rússia de Borodin, o repertório retorna à Suíça – mas também ficando na Bahia – com o concerto para piano, percussão e orquestra, do "suíço- baiano" Ernst Widmer. “Widmer foi um grande compositor, professor e multiplicador. Nesse sentido, existe, sim, uma ligação entre o que ele fazia e o que o Neojiba busca fazer”, comenta o maestro e diretor musical do Programa Neojiba Eduardo Torres.