Tecnologia

5 dicas para evitar aquecimento e redução da vida útil do celular

Saiba o que fazer para que o seu aparelho não atinja temperaturas muito altas e tenha a vida útil reduzida por conta disso

Foto: Pixabay/Creative Commons
O seu smartphone é preparado para suportar altas de temperatura dentro de um limite
O seu smartphone é preparado para suportar altas de temperatura dentro de um limite

Assim como todo equipamento eletrônico, os celulares esquentam. Por essa razão, se o seu aparelho fica levemente aquecido quando você joga games pesados ou mesmo quando faz ligações mais longas, não se assuste: é normal.

O seu smartphone, seja ele qual for, é preparado para suportar altas de temperatura dentro de um determinado limite. Esse limite varia de produto para produto e acima dessas temperaturas problemas mais sérios podem ocorrer.

O aquecimento dos smartphones é inevitável, mas se você recorrer a algumas das nossas dicas verá que dificilmente algum problema de superaquecimento vai prejudicar o seu celular.

Saiba quais são elas e proteja o seu aparelho de qualquer risco indesejável.

1 - Evite rodar apps pesados por muito tempo

Quanto maior for o consumo de energia de um aparelho, maior será o calor produzido por ele. É por essa razão que ao executar jogos considerados mais pesados, ou seja, aqueles que requerem maior poder de processamento, o celular costuma aquecer.

Não há motivo para pânico. As temperaturas que ele atinge costumam estar dentro dos parâmetros tidos como aceitáveis pelo fabricante. Porém, ainda assim, esse calor extra pode fazer com que em médio e longo prazo a vida útil do aparelho seja menor.

Para evitar que isso aconteça, evite jogar continuamente games que aquecem o aparelho por mais do que 30 minutos. O ideal é fazer pausas antes de retomar a jogatina, dando tempo para que o celular retorne à temperatura normal.

2 - Não use carregadores piratas

O momento em que a bateria do aparelho está sendo recarregada é crucial. Esse recebimento de energia faz com que o produto fique levemente aquecido. Quando você utiliza o carregador original esse fluxo de corrente elétrica é mantido em limites seguros.

No entanto, ao utilizar carregadores piratas, pode ser que o modelo em questão não tenha passado pelos testes necessários e não conte com a certificação da Anatel. Nesse caso, além de causar riscos à sua segurança, ele pode ainda sobrecarregar seu aparelho, prejudicando a bateria.

Evite ainda usar carregadores que não sejam o específico do produto. Há modelos programados para receber mais carga do que outros. Se o seu celular não é compatível com uma recarga rápida, por exemplo, um carregador mais potente pode acabar sendo prejudicial.

3 - Não deixe o celular exposto ao sol

As altas temperaturas também podem ser um grande vilão para os eletrônicos, especialmente para os celulares. Em dias muito quentes, o celular fechado no bolso da calça ou na bolsa pode ficar ainda mais quente, causando pane no sistema operacional.

Quando o sistema detecta uma temperatura muito alta, automaticamente ele desliga o celular por medida de segurança. Contudo, forçar o aparelho dessa forma contribui para reduzir a sua vida útil. Por isso, deixe o seu aparelho sempre em um local ventilado e arejado.

4 - Cuidado com a capinha que você usa

Usar uma capinha para o celular é uma das melhores maneiras de protegê-lo contra quedas e arranhões. No entanto, existem as capinhas originais, cujo molde foi desenvolvido pelo fabricante, e existem os modelos piratas, que muitas vezes não observam as características do aparelho.

Certas capinhas podem até ser bonitas, mas tampam a saída de ar do produto, contribuindo para que ele superaqueça. Se você utiliza uma capinha no celular, observe se ela não tampa as saídas de áudio ou alguma outra entrada para conector.

Além disso, há cases que são feitos de material de baixa qualidade e que ajudam a reter o calor, o que potencializa possíveis situações de superaquecimento. Para fazer o teste, experimente usar o celular por alguns dias sem a capinha. Se for esse o problema, troque-a por outra.

5 - Tenha um bom antivírus instalado

É curioso pensar que o simples fato de ter uma proteção extra no seu celular pode fazer com que ele não superaqueça, mas é exatamente isso que ocorre. O uso de apps antivírus e antimalwares faz com que apps indesejados não rodem em segundo plano sem sua permissão.

Aliás, apps rodando em segundo plano enquanto você executa outras tarefas também são umas das causas que fazem com que os aparelhos gastem mais energia do que o necessário. Portanto, todas as formas que você utilizar para se precaver nesse sentido são bem-vindas.

Além dos apps em segundo plano, o mesmo se aplica aos recursos de conectividade que não estão em uso. Desligue o Bluetooth e o GPS, por exemplo, se não estiver precisando deles. Isso fará com que você economize energia e evite uma sobrecarga desnecessária.