Cinema

Filmes do XIV Panorama saem premiados no Festival do Rio

Produção luso-brasileira, "Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos" é um dos destaques

Foto: Divulgação
O longa de João Salaviza e Renée Nader Messora estará no Panorama de Cinema da Bahia
O longa de João Salaviza e Renée Nader Messora estará no Panorama de Cinema da Bahia

Cinco dos oito filmes que integram a competição nacional do XIV Panorama Internacional de Cinema da Bahia saíram premiados do Festival de Cinema do Rio, encerrado ontem. São eles: "Tinta Bruta" (RS), de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon; "Azougue Nazaré" (PE), de Tiago Melo; "Deslembro" (RJ), de Flávia Castro; "Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos" (Brasil/Portugal), de João Salaviza e Renée Nader; e "Ilha" (BA), de Ary Rosa e Glenda Nicácio.

"Tinta Bruta" foi o grande vencedor do Festival de Cinema do Rio, onde foi premiado como Melhor Filme, Melhor Roteiro, Melhor Ator para Shico Mengat e Melhor Ator Coadjuvante para Bruno Fernandes. Produção gaúcha, o longa teve estreia mundial no Festival de Berlim, onde levou o Teddy Awards, e conta a história de Pedro, um jovem que se apresenta no escuro do seu quarto para milhares de anônimos ao redor do mundo, pela internet.

"Azougue Nazaré" levou o Prêmio Especial do Júri de Melhor Filme, além de Melhor Ator para Valmir do Côco e Melhor Montagem para André Sampaio. O filme que teve sua estreia mundial no Festival de Cinema de Roterdã, onde levou o prêmio Bright Future Award, conta a história de acontecimentos misteriosos que assombram os moradores de Nazaré da Mata, município de Pernambuco. 

O mesmo Festival Internacional de Cinema do Rio deu a "Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos", de João Salaviza e Renée Nader Messora, os prêmios de Melhor Direção e de Melhor Fotografia. Após fazer sua estreia mundial em Cannes 2018, onde ganhou o Prêmio Especial do Júri da mostra Un Certain Regard do festival francês.

Rodado ao longo de nove meses na aldeia Pedra Branca (Terra Indígena Krahô, no Tocantins), sem equipe técnica e em negativo 16mm, o filme acompanha Ihjãc, um jovem Krahôque, que após um encontro com o espírito do seu pai, pai, se ve? obrigado a realizar sua festa de fim de luto.

O Melhor Filme eleito pelo Júri Popular foi "Deslembro". "Ilha", de Glenda Nicácio e Ary Rosa, mesmos diretores de "Café com Canela", levou o prêmio Novos Rumos do Festival.  

Cerca de 100 filmes produzidos no Brasil e em outros países serão exibidos ao longo do XIV Panorama Internacional Coisa de Cinema, que acontece de 11 a 21 de novembro, em Salvador e Cachoeira. Em torno de mil filmes foram assistidos pela equipe de curadoria para definir as competitivas Nacional, Baiana e Internacional, todas subdivididas em longas e curtas-metragens. A programação é formada ainda por dez mostras paralelas e sessões especiais, incluindo uma retrospectiva do cineasta norte-americano Spike Lee. 

Anote
O que: XIV Panorama Internacional Coisa de Cinema
Quando: 11 a 17 de novembro (Cachoeira) e 14 a 21 de novembro (Salvador)
Onde: Cine Theatro Cachoeirano / Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha / 
Preço: Salvador: R$ 12 (inteira)/ R$ 6 (meia) avulso. Cachoeira: Gratuito