Cidade / Entretenimento / Fim de Semana

Fim de semana dedicado aos pais tem Flipelô e estreias no cinema

Filme de terror com Murilo Benício e show de Thiago Amud são destaques

Foto: Foto Divulgação
Murilo Benício e Luciana Paes em cena de "O Animal Cordial"
Murilo Benício e Luciana Paes em cena de "O Animal Cordial"

"O Animal Cordial", da diretora baiana Gabriela Almeida, estreia esta semana em várias capitais do Brasil, entre elas Salvador. A história se passa em uma única noite em um restaurante de classe média alta em São Paulo que é invadido, no fim do expediente, por dois ladrões armados.

O romântico "Vidas à Deriva" e o assustador "Megatubarão" também entram em cartaz. Jussara Silveira faz show hoje e amanhã no Teatro Rubi com músicas de todos os seus discos. E no fim de semana dedicado aos pais, todos os caminhos levam à segunda edição da Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô).

A programação infantil por lá não para e reúne contadores de histórias, apresentações teatrais e de dança, performances musicais, lançamentos de livros, oficinas de arte etc. Para os adultos, uma dica interessante é visitar A Casa do Benin, que está completando 30 anos, e vai sediar durante a Flipelô a PeriFeirAfro Literária – movimento que tem a proposta de expor e comercializar livros e produtos afins, além de promover sessões de autógrafos de escritores e escritoras negras e da periferia.

Como parte da programação do sábado ocorre também o Ajeum Lítero-Sonoro, com a chef Angélica Moreira e seu Ajeum da Diáspora. 

Música - Moraes Moreira cantando e recitando poesia de cordel nesta sexta, no Largo do Pelourinho, a partir das 21h; e Thiago Amud, parceiro de Guinga e Francis Hime, lançando o disco "O Cinema que o Sol Não Apaga", amanhã, a partir das 21h, na Arena Sesc Senac (Pelourinho), esquentam a grade musical da Flipelô 2018.

O baile "Noites Anormais", da cantora Marcia Castro, volta nesta sexta, a partir das 23h, na boate Commons (Rio Vermelho), com participação especial do Cortejo Afro e grupo Afrobapho. Com repertório baseado em canções próprias, Marcia agita a noite com seu eletropop baiano.

Visuais - Continua em cartaz no Museu de Arte Moderna da Bahia - Solar do Unhão (Avenida Contorno) a exposição "Acervo do MAM", com obras de Tarsila do Amaral, Djanira, Portinari, Carybé, Aloísio Magalhães, Cícero Dias, Volpi, Mário Cravo Júnior e outros gigantes das nossas artes.

No mesmo local, vale conferir a junção de arte indígena com tecnologia, "AEI". A mostra “A Chegada de Verger na Bahia”, na Galeria Fundação Pierre Verger (Portal da Misericórdia), integra a Flipelô e apresenta flashes de Salvador tal como a cidade era em 1946, quando o fotógrafo francês aqui desembarcou.

Teatro - Celso Jr. e Teatro dos Novos estreiam o espetáculo "A Última Virgem: a divina comédia de Nelson Rodrigues" no Teatro Vila Velha (Passeio Público).

Baseado na peça "Os Sete Gatinhos", escrita em 1958, a trama se constrói a partir da história de quatro irmãs que se prostituem para dar um casamento de princesa à caçula.

No elenco, atores como Luiz Pepeu e Fernanda Paquelet. Atenção para os horários: quinta a sábado, 20h; domingo, 19h. Fruto de uma parceria com o encenador espanhol Moncho Rodriguez e o escritor cearense Ronaldo Correia de Brito, o solo "Retratos Imorais", com João Guisande, estreia neste sábado, às 16h, no Teatro Sesi Rio Vermelho.

A peça fala de solidão pelo olhar de dois personagens, Edmundo e Marivaldo.