Cidade / Livros / Música

Tudo pronto para a 2ª Flipelô - Festa Literária do Pelourinho

Começa na próxima quarta (8/8) e vai até 12 de agosto

Foto: Leto Carvalho
Centro Histórico de Salvador vivará cinco dias de festa literária

O tema deste ano da FLIPELÔ é a frase de Jorge Amado “a amizade é o sal da vida”, uma homenagem ao escritor itaparicano João Ubaldo Ribeiro, grande amigo de Jorge. Realização da Fundação Casa de Jorge Amado, a FLIPELÔ conta com a correalização do Sesc e promove, de forma absolutamente gratuita, uma ampla programação com mais de 120 atividades.

Nos cinco dias do evento são esperados cerca de 50 mil participantes que transitarão entre mesas de debates, bate-papos com crianças, jovens e adultos sobre os mais variados aspectos da literatura, lançamentos de livros, slam e saraus de poesia e uma rica programação infantil com contação de história e diversas atividades lúdicas.

Haverá também exposições, apresentações teatrais e musicais e, pela primeira vez, a Rota Gastronômica Amados Sabores, que contará com a participação de 21 restaurantes do Centro Histórico, que produzirão pratos com preços especiais com receitas inspiradas no livro de Paloma Amado, “A Comida Baiana de Jorge Amado”. A programação completa pode ser conferida e baixada no site www.flipelo.com.br.

Programação musical – A 2ª FLIPELÔ contará também com uma rica programação musical, que começa, às 19h30 desta quarta-feira (8/8), no Largo do Pelourinho,  com o Concerto Afro Barroco “Do Jeito que o Rei Mandou, que tem a frente Mateus Aleluia e um bonde musical repleto de músicos e convidados especiais, como Juliana Ribeiro, Lazzo e Duda de Candola.

O concerto foi criado especialmente para homenagear João Ubaldo, uma peça exclusiva para este momento, com música e poesia, para saudar a amizade.

Leva a assinatura de Sergio Siqueira e de Mateus Aleluia e faz releituras de canções que falam desta terra misturada aonde ainda se dorme com os sons dos atabaques e se acorda com os sinos da igreja e os cantos gregorianos, da amizade, do amor, da alegria e da beleza das palavras contidas nas canções, nas poesias, na prosa, nos livros...

No dia seguinte, 9.8, Dann Silveira, músico e poeta feirense, faz apresentação lítero-musical especial com seu show Enquanto Houver Poesia, no Café Teatro Zélia Gattai, às 11h. No show o músico declama poesias, junto à Lorena Carvalho, produtora, declamadora e articuladora da apresentação, e faz canções autorais e belíssimas releituras de músicas brasileiras.

No mesmo, dia, às 15, no Terreiro de Jesus, no Espaço Infantil, o Batucaixa e o Coral Musicap se apresentam. O Batucaixa e o Coral Musicap são grupos formados por deficientes visuais alunos do Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual - CAP - Salvador. O conjunto tem como diferencial o uso de caixas de papelão como instrumento percussivo de onde os músicos tiram as diversas tonalidades de som. E é com elas que eles tocam sucessos da MPB e músicas autorais.

Ainda no dia 9, às 18h30, na igreja do Rosário dos Pretos o Coral Ecumênico da Bahia (CEB) faz apresentação que propõe um diálogo entre fragmentos de textos das obras do escritor João Ubaldo Ribeiro com músicas de diversas etnias, culturas e credos, além da MPB. O concerto terá regência do maestro Angelo Rafael Fonseca.

Fechando a quinta-feira, às 21h, no Largo do Pelourinho, o cantor e compositor baiano Achiles, vencedor do Prêmio Caymmi, apresenta sua performance musical “Divino e Ateu”, primeiro trabalho solo que nasce do seu EP, que mescla o uso de programações eletrônicas e simula versões contemporâneas da estética pop-disco-glam.

Moraes Moreira em Cordel -  Moraes Moreira faz uma apresentação para lá de especial na 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho, na sexta-feira, dia 10, às 21h. Ele canta, claro, mas faz mais que isso, ele recita poesia de cordel.

Moraes Moreira, que começou a escrever cordéis aos 50 anos de idade, ocupa a cadeira de número 38 da Academia Brasileira de Literatura de Cordel e lançou o livro “Poeta Não Tem Idade”, com mais de 70 cordéis. Alguns deles serão apresentados em sua performance na Festa Literária. 

“Eu já tinha isso guardado dentro de mim, mas se manifestou na idade madura, com mais de 50 anos começou a pipocar. Pra velhice só tem um jeito: tornar-se sábio. A poesia me ajuda a buscar isso”, declarou Moraes. Sobre o livro, ele diz : “são 200 páginas. É um livro de verdade, desses que ficam em pé na estante”.

Na obra, Moraes transformou até a Declaração Universal dos Direitos Humanos, da ONU, em poema. “Ninguém nunca o leu, então resolvi popularizar o documento”, diz.

Manhã de sábado, Jorge Amado e José Saramago se encontram na FLIPELÔ, através da apresentação musical “As Línguas das Canções”, com Lívia Nestrovski e Fred Ferreira, ambos do Rio de Janeiro. A apresentação acontece em dois momentos do sábado, dia 11.08, no Teatro Sesc-Senac Pelourinho, às 16h e no Museu Eugênio Teixeira Leal às 20h. 

Inspirados no livro de correspondências entre Jorge Amado e José Saramago “Com o mar por meio – uma amizade em cartas”, a cantora Lívia Nestrovski e o guitarrista Fred Ferreira visitam a vida e obra destes dois escritores icônicos através de canções brasileiras e portuguesas.

E a música continua... No começo da noite, às 18h30, a Orquestra de Capoeira faz uma apresentação musical especial na Igreja do Rosário dos Pretos e às 21h, no Largo do Pelourinho, a nova revelação da música brasileira, Thiago Amud, faz o primeiro show no Brasil de seu disco O Cinema que o Sol Não Apaga”. Parceiro de Guinga e Francis Hime, Thiago Amud já foi gravado por Milton Nascimento, Acione e  Ana Carolina e foi o vencedor do Prêmio Profissionais da Música Brasileira 2016, na categoria Melhor Autor.

Para ouvir: http://ouca.la/o-cinema-que-o-sol-nao-apaga

Encerramento - No domingo, último dia da FLIPELÔ, às 11, no Largo do Pelourinho, a Filarmônica 25 de Fevereiro, orquestra de metais e percussão, do Conservatório Brasileiro de Cultura e Arte Musical – Cobracam faz sua apresentação. No memso local, às 15h, Anderson Souza, filho de Neguinho do Samba, faz seu show  DNA Samba Reggae, onde recebe convidados.

No Terreiro de Jesus, às 16h, criado pelo músico Sidney Argolo, o Grupo Étnico Cultural da Bahia reúne a Orquestra de Xequerês e o Coral da Paz Etnia, formados por jovens do Bairro da Paz. Na apresentação da FLIPELÔ um repertório especial será executado, composto pelo Hino da África, sucessos da música brasileira e composições próprias.

Encerrando a Festa Literária, a Orquestra Afro Sinfônica faz sua apresentação às 17h, no Largo do Pelourinho. O maestro Ubiratan Marques preparou para o concerto arranjos sinfônicos criados especialmente  para músicas relacionadas ao universo da obra de Jorge Amado.

Promoções  - Nos dias da Flipelô, nas ruas, monitores cuidarão da orientação ao público, que poderá comprar com descontos em 58 lojas da região, sinalizadas com uma flâmula na fachada onde está escrito ESTOU NA FLIPELÔ; Ir e vir utilizando os serviços da Elite Taxi, que disponibilizará 20% de desconto para todos os passageiros que se dirigirem à Festa Literária. Para aproveitar o benefício basta usar a senha ESTOU NA FLIPELÔ.

Quem for de carro poderá estacionar pagando tarifa única nos dois estacionamentos da Delta Parking, da Av. JJ Seabra, 190 - Baixa dos Sapateiros ( Praça das Artes)  e da  Rua Inácio Accioly, 18 ( Largo Pedro Arcanjo), para tanto solicitar selinho nos locais credenciados – Chocolates Marrom Marfim, Loja da Fundação Casa de Jorge Amado, Livraria Oficial da FLIPELÔ, Casa das Editoras Baianas, bilheteria da Arena e do Teatro Sesc-Senac e restaurantes participantes da Rota Gastronômica.

Para quem chega de fora há descontos nas passagens da LATAM e para locação de veículos na UNIDAS; E no quesito hospedagem, além do Pestana Convento do Carmo, que será o hotel oficial da  Festa Literária, nove hotéis, pousadas e hostels participam do evento, oferecendo tarifas especiais.

Onde tem FLIPELÔ  - Os 14 espaços do Centro Histórico de Salvador onde acontece a Festa Literária são : Largo do Pelourinho, Largo Quincas Berro D´Água, Teatro e Arena Sesc Senac, Casa 12, com a livraria oficial do evento - LDM, Casa das Editoras Baianas, Café Teatro Zélia Gattai, Galeria Solar Ferrão, Casa do Olodum, Museu Eugênio Teixeira Leal, Casa 47, Igreja do Rosário dos Pretos, Galeria Fundação Pierre Verger, Casa do Olodum, Faculdade de Medicina e Terreiro de Jesus, onde será montado o Espaço Infantil e estarão as bibliotecas móveis.

A 2ª edição da Festa Literária Internacional do Pelourinho, a FLIPELÔ 2018, conta com o patrocínio do Ministério da Cultura, Instituto CCR, Banco do Nordeste do Brasil e TPC Logística, por meio da Lei Rouanet, e do Estado da Bahia. O evento tem ainda o apoio da CCR Metrô, da BAHIAGÁS, da Prefeitura de Salvador, do SEBRAE e do Shopping da Bahia, correalização do SESC, produção da Sole Produções e realização da Fundação Casa de Jorge Amado.

A Fundação Casa de Jorge Amado é mantida com apoio do Fundo de Cultura do Estado da Bahia e Shopping da Bahia e é considerada um ponto de referência na geografia cultural de Salvador.