Esportes

Vitória só precisa de um empate para ir à final do Baiano em 2018

O Rubro-Negro empatou com o Bahia de Feira por 1 a 1

Foto: ECVitoria
Neilton perdeu um pênalti no início do segundo tempo
Neilton perdeu um pênalti no início do segundo tempo

Jogando no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, neste domingo (18/3), o Vitória poderia ter levado uma vantagem maior para a decisão da semifinal do Campeonato Baiano 2018, no Estádio Barradão.

Fez 1 a 0 contra o Bahia de Feira, no primeiro tempo (o time da casa não deu um chute a gol na etapa inicial), e teve um pênalti a seu favor logo a 1 minuto do segundo tempo, mas Neilton chutou mal, no meio do gol. O goleiro Jair conseguiu tirar a bola com o pé esquerdo.

E tomou o castigo no último minuto do jogo, após cobrança de escanteio. Fernando Miguel saiu atrasado e Walison Maia acabou fazendo contra.

Agora, no Barradão, o Bahia de Feira precisa de uma vitória simples para ir à final. Ao Rubro-Negro, que fez a melhor campanha na primeira fase, basta empatar o jogo do sábado (24), às 17h.

Muitos desfalques

O Vitória foi a Feira de Santana com quase um time inteiro de desfalques: o zagueiro Kanu, o meia Yago e o atacante Denilson, envolvidos na confusão do Ba-Vi, dia 18 de fevereiro, e suspensos pelo Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia (TJD-BA); o meia-atacante Rhayner, machucado; o  centroavante André Lima, que fraturou o pé durante o triunfo por 3x0 contra o Bragantino, pela Copa do Brasil, na última quinta-feira; o lateral-esquerdo Bryan, que também machucou a coxa contra o Bragantino; e Lucas, com dores musculares.

Houve baixa, também, fora do gramado. O técnico Vagner Mancini, punido pelo TJD-BA por ter participado do encerramento antecipado do Ba-Vi, cumpriu o primeiro de cinco jogos de suspensão. O auxiliar técnico Valter Abrantes orientou o time.