Brasil / Saúde

Grávida de trigêmeos morre após chá de bebê no interior de SP

O corpo de Gisele Cristina Sanches foi enterrado na manhã desta terça-feira, 20

A morte de uma mulher de 39 anos, grávida de trigêmeos, causou comoção em Jales (SP), na região de São José do Rio Preto (SP). 

O corpo de Gisele Cristina Sanches foi enterrado na manhã desta terça-feira, 20, após ela ter passado mal e morrido na noite do último domingo, 18, horas após participar de seu chá de bebê.

Familiares contam que por volta das 22h a pressão arterial de Gisele começou a subir e o SAMU foi acionado. Enquanto era socorrida até a Santa Casa de Jales, ela teve uma parada cardíaca e não resistiu.

Grávida de 7 meses, Gisele foi submetida a uma cirurgia de emergência, realizada para a retirada dos bebês. Um menino já nasceu morto e uma menina não resistiu e faleceu nesta terça, 20 Uma menina sobreviveu segue internada na UTI neonatal da Santa Casa.

Filha do "Soneca", dono da Tornearia Mecânica, Gisele era muito conhecida na cidade e, apesar de se tratar de uma gravidez de risco por conta de sua idade, parentes dizem que a gestação foi tranquila. Mas em razão de alguns inchaços, no corpo ela passou por consulta na semana passada no Hospital de Base, em São José do Rio Preto, e foi liberada pelo médico. 

A família reclama do fato de ela não ter permanecido internada. O hospital, por sua vez, alega não divulgar informações sobre o atendimento aos pacientes devido a questões como "sigilo médico" e direito à "privacidade".