Aldaci de Souza

Notícias de Sergipe - Coluna do dia 28/11/2017

Festival de Arte de São Cristóvão
Será realizada de 1º a 3 de dezembro, mais uma edição do Festival de Arte de São Cristóvão (FASC).

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, a programação cultural compreenderá todas as áreas (música, dança, literatura, audiovisual, artes plásticas, folclore e teatro).

Após um período de 12 anos sem acontecer, o FASC retorna para a 34ª edição respaldado pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), com apoios do Governo de Sergipe, do Tribunal de Contas do Estado, da Serviços Gráficos de Sergipe (Segrase), Fecomércio, Caixa Econômica Federal, Banese, Jaguar, Viação Progresso, Ministério da Cultura e Ministério do Turismo.

“O festival não se trata apenas de um momento com música, mas sim um movimento cultural que consolidou diversos aspectos culturais de Sergipe. Depois de 12 anos retomamos essa tradição com a perspectiva de que continuemos pelos próximos anos, sempre aumentando nosso campo de atuação”, afirmou o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana.


Vários grupos folclóricos irão se apresentar no FASC – Foto: Prefeitura de São Cristóvão

Festival de Arte de São Cristóvão II
Na programação: Encontro de Grupos Folclóricos, apresentação do Grupo Teatral Imbuaça, solenidade de entrega das Medalhas do Mérito Cultural, apresentação da Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE), shows com artistas da terra, a exemplo de Mestrinho, Chiko Queiroga e Antônio Rogério, Otto, Lucas Campelo, Patrícia Polayne, Joésia Ramos, Margareth Menezes.

E ainda apresentação de grupos de dança e bandas; salão de literatura, feira de livros, recitais de poesia, duo de violão e flauta, com Diego Lima; lançamento de livros, apresentação de corais, canto lírico e canto popular nas igrejas da cidade; camerata de violões; cortejos, bandas filarmônicas dos Bombeiros e da Polícia Militar; Mostra Curta-SE Festivalzinho, Cine debate, Salão de Artes Visuais, exposições e oficinas.

Ainda na programação, apresentação dos Grupos Folclóricos: Reisado Senhor dos Passos, Samba de Coco da Paz, Caceteiras de São Cristóvão, Samba de Parêa de Laranjeira, Banda de Pífano de Aracaju.

Identificados suspeitos de matar caminhoneiro
Policiais militares e civis identificaram dois suspeitos (mas não revelaram nomes) de matar o caminhoneiro Joelmo Soares dos Santos, 29, anos no último domingo (26/11), na cidade de Itabaianinha.

A vítima colidiu o caminhão em um poste e na parede de uma residência, quando se iniciou uma confusão com um homem que estava na casa e disparou contra o caminhoneiro que morreu no local.

Segundo informações policiais, receberam a informação de que a casa funciona como uma “boca de fumo” (venda e compra de drogas).

Estrutura de quadra desaba em escola de Gararu
Moradores do Povoado Lagoa Rasa, localizado no município de Gararu, passaram por um grande susto na tarde da segunda-feira (27/11), quando parte da cobertura de uma quadra em construção, desabou.

O fato foi registrado no Colégio Municipal Doutor Oliveira Ribeiro, ao lado de duas salas de aula, mas nenhuma das 250 crianças em idades entre 4 e 16 anos, se feriu.


Ninguém se feriu no acidente – Foto: Reprodução TV Sergipe

Com a queda da estrutura, um fio de alta tensão se partiu, deixando várias casas nas imediações sem energia elétrica.

As causas do acidente ainda são desconhecidas. Sabe-se apenas que no momento estava acontecendo uma ventania.

Deputado lamenta cobrança em estacionamentos
O deputado Venâncio Fonseca (PP) lamentou na sessão desta terça-feira, 28, que a prática da chamada bitributação esteja acontecendo em estacionamentos localizados na capital sergipana. Ele lembrou ter encabeçado uma luta e apresentado projeto contrário à cobrança de  taxas de estacionamento na Universidade Tiradentes (Unit) e nos shopping- centers.

“É um absurdo, um escândalo, uma falta de respeito, o cidadão vai para os shoppings e quando faz suas compras, já está embutido o estacionamento, é uma bitributação”,  reclamou.

O parlamentar lembrou que ano passado travou uma luta contra a cobrança de estacionamento na Universidade Tiradentes. “O espaço vem sendo cobrado dentro de um estacionamento público, quando o aluno já paga uma mensalidade exorbitante e já está embutido o estacionamento”, acrescentou.

ÚLTIMAS