Alex Ferraz

Em Tempo - Coluna do dia 14/11/2016

Descaso, deboche, humilhação e tortura. O trágico exemplo de um hospital em Salvador

 

Uma multidão formando uma fila que dava volta em quarteirões. Gente que chegou TRÊS dias antes e dormiu na rua, nas calçadas, à espera de agendar uma consulta médica oftalmológica no Hospital dos Olhos Humberto Castro Lima, no quase chique bairro do Canela. Eram pessoas, na sua maioria, com a visão ameaçada por diversos tipos de doença e que, ingênuas (coitadas!), tiveram mais uma vez a esperança de que através do SUS conseguiriam tratamento.

O espetáculo foi dantesco. As desculpas esfarrapadas, até acintosas, da Secretaria de Saúde do Estado e de dirigentes do hospital só fizeram corroborar que o discurso de “bom atendimento” e “atenção à saúde pública” não passa de uma balela demagógica, uma grande mentira com fins eleitoreiros.

A verdade nua e crua é que milhares de pessoas foram (como continuam sendo, inclusive aos milhões, neste arremedo de país) humilhadas e tratadas como gado, inclusive por seguranças do hospital que, após serem atendidos pouco mais de 10% dos que estavam na fila, saiam de cara feia bradando que as fichas esgotaram.

 

 As mulheres seguem condenadas
 

Do assíduo leitor e colaborador Carlos Alberto Quintela: “Antes de mais nada, ninguém é de ninguém. A Lei Maria da Penha e a coleção de boletins de ocorrência, o famoso BO, não estão salvando a mulher da violência doméstica.

E quando ela pede o fim do relacionamento, cansada de apanhar, o ‘animal’ diz: ‘Se não for minha, não vai ser de mais ninguém’. Cruz credo! Ele, o covarde, bota covarde nisso, começa com a violência verbal, depois a física, e por fim, em pleno século 21, mata a mulher.

Por outro lado, o governo, juntamente com os parlamentares, precisam mudar esse capenga Código Penal e punir o assassino de mulher com a prisão perpétua ou pena de morte. Ou não... Cá entre nós, autoridades, ter o PODER e assistir às mulheres, de todo o Brasil, serem assassinadas por esses monstros de maridos, companheiros e namorados, e não fazer nada, é ignorar a vítima em um caixão e, sem dúvida, curtir o ‘espetáculo da morte”.

 

TERRORISMO
 

As ditas autoridades de segurança (sic) pública no Brasil fizeram aquele festival midiático com a prisão de “suspeitos” de planejar ataques terroristas na Olimpíada mas não conseguem conter, nem um pouco, o verdadeiro terrorismo que grassa no País: vários  caixas eletrônicos são explodidos, toda semana, em ações sempre acompanhadas por bandos de assaltantes armados, e bem armados, até os dentes. É dinamite pra todo lado e cidades sitiadas inclusive com reféns. Se isso não é terrorismo, não sei mais o significado (lato sensu) da palavra...

 

Ainda sobre a humilhação (I)
 

 A cena dantesca mostrou, mais uma vez, que a população brasileira, na sua grande e desempregada o mal paga maioria, não tem a menor condição de cuidar da saúde frente à ganância (norma, no capitalismo selvagem) dos atendimentos particulares.
Aliás, é bom que se diga que o tratamento oftalmológico é dos mais caros no Brasil, exigindo fortunas para procedimentos mais complicados.
 

Ainda sobre a humilhação (II)
 

 A situação fica ainda mais grave quando se trata de estados paupérrimos como a Bahia, onde, tanto na capital como no interior, a pobreza e a miséria dominam o ambiente social, fazendo frente aos discursos demagógicos e cretinos de gente dita da esquerda, que paralisa, inclusive, o trânsito da capital, afetando uma maioria de pessoas pobres usuários de ônibus, em nome de uma “greve geral” que nunca existiu, em nome da vingança dos que perderam o poder para outros que, no fundo, são da mesma laia.

 

Ainda sobre a humilhação (III)
 

E por essas e outras, incluindo os espetáculos medievais diários, aos milhares, de violência absurda e impunidade acintosa, que simplesmente não acredito em NADA do que falam os políticos e governantes, sejam de que partido for.

No fundo, todos querem o poder, gabinetes e carros oficiais de luxo e fazem uso de meia dúzia de assessores para difundir mentiras, enquanto a miséria e a crueldade contra o povo só fazem crescer. Papo furado!

 

Frase:

O que mais me impressiona nos fracos, é que eles precisam humilhar os outros para se sentirem fortes...(Gandhi)