TRÂNSITO AO VIVO
quinta-feira, 29 de junho de 2017
FIQUE SABENDO AGORA
PUBLICIDADE

Valdemir Santana

Viagem chique por Lisboa, com direito a culinária baiana

A gastronomia baiana faz o caminho de volta pela Europa. E o mais interessante, num roteiro especial que mistura a irreverência de uma viagem entre amigos com o desafio de testar pratos singulares do estado na conceituada cena da cozinha portuguesa. A viagem reúne a restauratrice baiana Karine Queiroz e Queiroz, dona da marca “Soho Restaurante”; a paulista Morena Leite, que morou desde criança no sul da Bahia e criou rede de restaurante “Capim Santo”, e a chef Maria Penido.

Outros restaurateurs como o português Vitor Sobral, que comanda restaurantes famosos no Brasil e na Europa, também circulam com o grupo. Mas o que tem de singular são postagens com pratos da cozinha baiana que aparecem nas redes sociais, como a icônica “Moqueca de Maturi”, hit culinário do recôncavo baiano, preparada por Morena Leite e Maria Penido. “Maturi contrabandeado para a Europa”, brincou a internacional Morena Leite ao exibir a comida preparada no exclusivo hotel “Príncipe Real”.

Depois da new face toda zen, a modelo engajada

Quando a baiana Marina Nery surgiu na cena fashion paulistana para atuar como new face na semana de moda de São Paulo, o povo da moda adorou aquele jeito todo zen, de top natureba. Agora ela mora em Nova York, como Boa Terra já noticiou em várias citações, o seu cabelão incrivelmente cacheado continua sensação nas passarelas americanas e o que há de novidade é que a top anda uma coisa e outra com o moderno conceito de sustentabilidade.

Na verdade Marina Nery está integrada ao movimento de sustentabilidade e já figura nas redes sociais como uma das convidadas da supermodelo canadense Grace Mahary para o front de batalha do “Project Tsehigh”. É algo como “Energia limpa para todos”, uma proposta altruísta da modelo Grace Mahary em reconhecimento às origens. 

Grace, que deslumbrou o mundo em desfiles para marcas como “Chanel”, “Victoria’s Secret”, “Oscar de La Renta”, “Mil Mil” e “Louis Vuitton”, nunca esqueceu a origem da família, de Eritréia, no Chifre de Africa, país em que as crianças brincavam no campo sem ter energia elétrica. Famosa e rica, ela agora comanda o projeto de popularização das novas formas de energia. Além da baiana Marina Nery também a supermodelo angolana Maria Borges faz parte da turma.

Arte internacional da Bahia para pirralhos paulistanos

Uma das mais singulares mostras de peças criadas por Frans Krajcberg, o artista de origem polonesa que mora no Sul da Bahia, deveria ser encerrada nesta sábado. Mas a conceituada galeria “Frente” de São Paulo, acaba de anunciar que a exposição fica até o dia 28 de julho. Alegria para as crianças paulistanas, ou pirralhos de todo o Brasil que visitem a maior cidade do país. 

Exposição de esculturas de Frans Krajcberg podem ser vistas nas mais famosas galerias de Paris, bienais de arte de São Paulo, ou museus do Japão. Mas do jeito que é feita agora num dos espaços de arte mais valorizados da cidade, em pleno bairro Jardins, nunca se viu. Nem na Bahia onde o artista, considerado o melhor escultor do mundo, mora desde os anos 1970. O que tem de singular é que a “Frente” criou uma visita guiada para as escolas. A arte e informações sobre a vida de Krajcberg virou assunto didático e as escolas se revezam em marcar as disputadas visitas.

Bolsa baiana no Ritz Paris e socialite chique por perto

Uma bolsa em estilo artesanal chique, daquelas de palhinha trançadas que as socialites baianas adoram, chamava a atenção ontem à tarde em pleno jardim do “Ritz Paris”, com sua mobília combinando estofado e madeira carvalho, sobre os pisos de pedra Maruil. Pertinho da fabulosa piscina de dezesseis metros de extensão. Nada de segredo, a bolsa, assinada pela estilista baiana Irá Salles, é quase marca registrada do dress code da milionária mineira Regininha Mendes Bafitis. 

Casada com o exportador greco-americano Peter Bafitis, Regininha trocou Nova York, onde morava, por Salvador, mas não deixa de frequentar o roteiro do Jet set. Principalmente nesta semana de início do verão na Europa. E lá estava ela na Place Vendome, no mesmo hotel secular frequentado por Coco Chanel Audrey Hepburn, Maria Callas. Levou anos fechado para reforma, mas agora está de volta e adorado pelos chiques.

Colunas anteriores
Outras notícias: mais recentes · mais antigas
SIGA O LEIAMAIS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDIÇÃO ONLINE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE