Carnaval / Política

"Neto usa Carnaval para seus interesses pessoais", diz Galo

?Um é governador e o outro é prefeito. O prefeito deveria ter essa concepção, invés de usar o Carnaval para seus interesses, como fez com a TVE. Ele quis tirar na marra"

Presente em mais uma celebração da tradicional Mudança do Garcia, que acontece neste segunda-feira (12), o deputado estadual Marcelino Galo (PT), enfatizou o festejo, apontado que o verdadeiro Carnaval deveria ter os moldes que a Mudança tem. ” É uma tradição do Carnaval de Salvador e da Bahia. As pessoas participam do jeito que elas querem.

É democrático, cultural, criativo e muito rico. O Bloco do Galo, que completa oito anos, esse ano vai protestar neste momento de crise. É a maior que eu já vi. Vamos protestar contra Temer e a Reforma da Previdência”, apontou o deputado em entrevista a este Política Livre. Sobre a distância entre o governador Rui Costa e o prefeito ACM Neto, Galo entende como normal o desencontro dos dois nos dias de folia, mas criticou o prefeito pela tentativa de limitar a transmissão da TV Educativa, com a proibição de utilização de algumas câmeras no percurso Dodô.

“Um é governador e o outro é prefeito. O prefeito deveria ter essa concepção, invés de usar o Carnaval para seus interesses, como fez com a TVE. Ele quis tirar na marra. Atitude de ditador e com o intuito de prevalecer outra rede que não seja a TVE, que é o maior sucesso do Carnaval”, disse. O deputado petista também criticou o discurso de Neto, apontando contradição nos discursos sobre investimento em setores básicos da sociedade.

“O prefeito ACM Neto apoiou o golpe. Ele fez uma reunião com os seus secretários falando que ia lutar por mais recursos para a Saúde e Educação, sendo que a sua base votou pela aprovação de reformas criminosas para o país. A eleição vai mostrar quem está do lado do trabalhador e do povo pobre”, pontuou.