Carnaval / Saúde

Veja como o carnaval pode ser ruim para os seus olhos

Dicas para evitar problemas na época mais animada do ano

As dicas são do oftalmologista e presidente da Eye Care Hospital de Olhos, Renato Neves, para que você possa ao mesmo tempo aproveitar o carnaval e proteger a saúde dos seus olhos:

Lentes de contato - Nessa época do ano é comum as pessoas esquecerem de tirar as lentes de contato ao chegar em casa depois da folia, por isso ficam mais expostas às infecções.

Por mais que a pessoa esteja cansada ela não pode esquecer de retirar as lentes e colocá-las na embalagem e solução adequadas, é um procedimento essencial para evitar as infecções oculares.

Também não deixe de lavar as mãos antes de manusear a lente e evite contato delas com água do mar e da piscina”, explica o oftalmologista.

Cuidado com as maquiagens - Aqui o alerta para o risco no uso de maquiagem vencida ou no compartilhamento de produtos e objetos que entram em contato com os olhos. 

Se alguém estiver com alguma infeção ocular, por vírus ou bactéria, todo o grupo que usar a maquiagem pode se contaminar e em consequência se ver obrigado a passar o resto da folia dentro de casa.

"Limpe bem a área dos olhos retirando qualquer resquício de maquiagem, isso é importante para evitar irritações e até lesões. Sombras brilhantes que possuem glitter são bem comuns nessa época do ano e o risco de uma partícula cair dentro do olho é grande. A purpurina pode machucar o cristalino e provocar até uma infeção mais grave. O ideal é retirar toda a maquiagem com um produto específico e lavar bem o rosto antes de dormir”, orienta o especialista.

Adereços e fantasias - Durante os meses quentes do ano, o risco de conjuntivite viral é maior – principalmente em lugares de praia, piscina e com muita concentração de pessoas, como em bloquinhos de carnaval e festas. Cuidado com o empréstimo de óculos e máscaras. 

"Fique atento também ao risco da conjuntivite tóxica. Ela é provocada por cremes e outros produtos que, espalhados pelo rosto e cabelo, escorrem e causam forte ardência e vermelhidão nos olhos. As dicas para evitar a contaminação por pincéis de maquiagem e rímel também vale também para esses casos", acrescenta o médico.

Sprays e produtos químicos - As espumas ou sprays de Carnaval também são grandes causadores de irritação nos olhos. Eles causam vermelhidão e às vezes dor intensa. 

"Ao ter contato com esses produtos lave os olhos imediatamente e não esfregue a região. Se os sintomas não melhorarem procure um atendimento médico o quanto antes", orienta o o oftalmologista.

Óculos escuros - Muitos blocos saem às ruas durante o dia e em horários com alta incidência de raios UVA e UVB. Por isso, além do protetor, utilize óculos escuros e bonés/chapéus para proteger os olhos dos raios solares que podem causar queimaduras iguais às causadas na pele. 

“A intensidade dos raios pode ser alta independentemente do calor que a pessoa sente. Nos dias nublados, os raios de sol passam através das nuvens finas e são refletidosna areia, na neve, em grandes paredões de centros urbanos e até no chão da rua”, conclui o médico.