Bahia / Carnaval / Cidade / Entretenimento / Segurança

Cerca de R$ 45 milhões são investidos no Carnaval 2018

Para aprimorar a segurança, SSP vai utilizar câmeras acopladas às fardas dos policiais

Foto: Alberto Maraux/SSP
A população contará com reforços durante todos os dias de festa em salvador, RMS e no interior do Estado

Os milhares de baianos e turistas que vão curtir o Carnaval da Bahia 2018 contarão com a proteção de mais de 25 mil policiais e bombeiros militares nos sete dias de festa.

Aproximadamente 45 milhões estão sendo investidos em pessoal, tecnologia e equipamentos. Entre as novidades este ano está a utilização de body worn, tipo de câmera acoplada à farda dos policiais, oferecendo maior fiscalização do que acontece dentro da festa.

Em Salvador, além de cuidar da segurança nos circuitos Dodo, Osmar e Batatinha, as polícias Civil, Militar, Técnica e o Corpo de Bombeiros também estarão presentes nos carnavais de bairro, que este ano acontecem em Cajazeiras, Periperi, Itapuã, Liberdade, Boca do Rio, Plataforma, Pau da Lima, Nordeste de Amaralina e Piatã, com o Palco do Rock 2018.

Os Portais de Abordagem, que há dois anos ajudam a restringir o acesso de objetos considerados de riscos aos circuitos, foram reestruturados.

Este ano, 42 acessos oficiais, com controle rígido do que entra na festa, estarão disponíveis, com revistas pessoais e o auxílio de detectores de metais. Duas novidades podem auxiliar ainda mais o trabalho policial: as câmeras acopladas ao fardamento dos PMs nos portais, os chamados body worns e os cães farejadores do Batalhão de Choque nas revistas de mochilas, bolsas, entre outros materiais.

A SSP também garante, durante a folia, a segurança dos foliões durante a compra das vestimentas de acesso aos blocos e camarotes através da 'Operação Abadá', onde reforça o policiamento nos postos de trocas.

Videomonitoramento

Em fase de teste desde a Lavagem do Bonfim, as body worns serão aplicadas de forma experimental no Carnaval 2018, munindo de informações das ruas as equipes de plantão do Centro Integrado de Comando e Controle e ajudando no acionamento rápido de equipes em situações críticas.

A nova tecnologia oferece o acompanhamento não só das imagens, mas também dos áudios locais, além de alertar o sistema em casos de policiais atingidos.

Além das bodys worns, outras 236 câmeras espalhadas pelos circuitos da festa transmitirão imagens em tempo real para o Centro de Operações e Inteligência – 2 de Julho.

Também fazem parte da estrutura de segurança da festa 64 postos policiais só em Salvador e três Centros Integrados de Comando e Controle – Móveis.

Perdas e furtos podem ser registradas através da Delegacia Digital, proporcionando maior comodidade ao folião.

Corpo de Bombeiros Militar

Para realizar ações de prevenção e combate a incêndios, busca e salvamento (em mar e terra), atendimentos pré hospitalares e vistorias técnicas (realizadas em trios elétricos, camarotes, hotéis, pensões e pousadas e vias de evacuação), o Corpo de Bombeiros Militar empregará mais de 1700 servidores.

Nove Postos de Comando dos Bombeiros Militares (Pcbom), sendo um Posto de Comando do Grupamento Marítimo estarão situados nos circuitos Batatinha (um), Osmar (três) e Dodô (cinco).

Durante a folia serão disponibilizadas 22 viaturas: cinco de combate a incêndio, quatro de busca e salvamento, quatro de resgate aquático, quatro de atendimento pré hospitalar e cinco veículos de vistorias.