Turismo

Se você tem R$ 111 mil pode dar a volta ao mundo de trem

Viagem ocorre de 8/9 a 5/10 entre setembro e outubro e inclui 17 cidades

Trem transiberiano e o lago Baikal
Trem transiberiano e o lago Baikal

Se você tem 27.900 euros (cerca de R$ 111,6 mil) poderá ser um dos passageiros nessa viagem de 21 mil quilômetros sobre trilhos, seis trens, 28 dias – de 8 de setembro a 5 de outubro -, três continentes e 17 cidades ricas em gastronomia, arte, história, música e arquitetura.

O roteiro, organizado pela empresa Trains & Tours, do Grupo TT Travel, começa na urbana Chicago, sobe até o  Canadá, atravessa o Oceano Pacífico de avião em direção a Pequim e percorre a mais famosa ferrovia do mundo: a Transiberiana.

De lá, avista-se o Deserto de Gobi de Erlian a Moscou e ultrapassa-se a fronteira geográfica entre a Europa e a Ásia marcada pelos Montes Urais. Por fim, de Helsinque a Estocolmo, o sofisticado navio Tallink Silja Line encerra essa volta ao mundo.

Ao longo do trajeto, paradas em Chicago e Salt Lake City (nos Estados Unidos), Banff, Kamloops e Vancouver (as três no Canadá), Pequim e Erlian (China), Ulaanbaatar (Mongólia), Ulan Ude, Irkutsk, Novosibirski, Ecaterimburgo, Kazan, Moscou e São Petersburgo (as sete na Rússia), além de Helsinque (Finlândia) e Estocolmo (Suécia).

As hospedagens, que ocorrem em hotéis das redes Hilton, Hyatt, Crowne Plaza e Sheraton, permitem uma imersão mais profunda nas culturas locais, com alta gastronomia e o conforto necessário para recuperar as energias durante a jornada.

Para enriquecer ainda mais essa experiência, profissionais com um vasto repertório e que falam português e espanhol estarão todo o tempo à disposição do grupo. A guia acompanhante é brasileira.

A passagem dá direito a acomodação dupla, incluindo todos os trens, refeições, passeios e hospedagens. A parte aérea deve ser providenciada pelo passageiro separadamente.