Cidade

Projeto volta a oferecer banho de mar a pessoas com deficiência

Desde sua primeira edição, em 2014, cerca de 1,8 mil já passaram pelo Projeto

O projeto conta com cadeira anfíbia e boias, além do auxílio de professores e estudantes de fisioterapia
O projeto conta com cadeira anfíbia e boias, além do auxílio de professores e estudantes de fisioterapia

A quinta edição do Projeto ParaPraia, que oferece banho de mar assistido para deficientes físicos e pessoas com dificuldade de locomoção, terá início neste sábado (13/1), e vai das 8 às 12h.

O projeto acontece na praia de Ondina, em frente ao Instituto Bahiano de Reabilitação (IBR), todos os sábados e domingos, até o dia 18 de fevereiro – com exceção dos dias de Carnaval.

O ParaPraia proporciona que algumas pessoas com deficiência tenham a primeira experiência com o mar, ou simplesmente voltem a sentir o balanço das ondas. O projeto conta com cadeira anfíbia e boias, além do auxílio de professores e estudantes dos cursos de fisioterapia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde.

Desde sua primeira edição, em 2014, cerca de 1,8 mil já passaram pelo Projeto, entre crianças e adultos. Realizado pela Secretaria de Cidade Sustentável (Secis), o ParaPraia atrai novos banhistas a cada ano. 

Praias limpas

A Limpurb realiza a Operação Praia Limpa neste sábado, entre 8h30 e 12h, no Porto da Barra, com o objetivo de sensibilizar os frequentadores e comerciantes sobre a melhor forma de fazer o descarte de resíduos e ajudar na manutenção da limpeza das praias.

A campanha acontece na faixa de areia e na calçada. Na ocasião, são distribuídas sacolas biodegradáveis e lixeiras de carro para ajudar no acondicionamento dos materiais descartados.

Enquanto a empresa faz o trabalho educativo, o Projeto Fundo Limpo vai realizar um mutirão de limpeza no fundo do mar e na faixa de areia. A intenção é alertar para os riscos ambientais e da saúde da população com o acúmulo de resíduos nas praias.

Já o Projeto Tamar se une para reforçar o impacto que os resíduos causam à vida marinha - além de uma exposição sobre o tema, o projeto fará a soltura de filhotes de tartarugas, que funciona como uma ferramenta de sensibilização e educação ambiental. 

Entre janeiro e dezembro de 2017 a Limpurb recolheu mais de 14 mil toneladas de resíduos nas praias de Salvador entre São Tomé de Paripe e Ipitanga. Entre as praias que mais acumulam resíduos estão Porto e Farol da Barra, Piatã, Itapuã, Cantagalo e Tubarão.