Gastronomia

Dicas saudáveis para a ceia de natal

As dicas são da nutricionista do Grupo Fleury, Ana Paula Gonçalves da Silva,

Foto: Pixabay/Creative Commons
São dicas preciosas, balanceando saúde e prazer
São dicas preciosas, balanceando saúde e prazer

Com a chegada do fim do ano, não é só o corre-corre que pode aumentar. Agendas cheias e muitas confraternizações com amigos, colegas de trabalho e família, todas recheadas de muitas guloseimas, também aumentam. Resistir à tentação não é fácil. Certo? Depende.

De acordo com a nutricionista do Grupo Fleury, Ana Paula Gonçalves da Silva, é possível aproveitar sem ficar na vontade. Para que essa equação feche, é bom não faltar um ingrediente importante nas ceias e festas de fim de ano: equilíbrio.

A nutricionista destaca que é importante respeitar os sinais de fome e saciedade que o nosso corpo emite.

Para isso, recomenda: não permanecer longos períodos em jejum, esperando a ceia; comer devagar para perceber melhor o sabor dos alimentos e saciar-se de forma adequada e não tentar compensar ou se iludir com dietas de desintoxicação no dia seguinte.

Há outras dicas preciosas, balanceando saúde e prazer. Afinal, ceias de Natal e Ano Novo acontecem só uma vez ao ano! Confira:

O panetone é um pão típico das festas natalinas. Além das já tradicionais frutas secas, é comum encontrar recheios como doce de leite e brigadeiro. Seja como for, coma com moderação: uma fatia pequena pode substituir o pão no café da manhã ou algumas torradas no lanche da tarde.

A castanha portuguesa, quando comparada com outras castanhas (noz, amêndoa, avelã, caju, pistache) tem uma quantidade menor de gorduras e é uma boa fonte de carboidratos. Use damascos e frutas secas. Ricas em fibras proporcionam uma maior sensação de saciedade.

Frutas em calda têm mais açúcar, mas são bem-vindas se consumidas com moderação. Picles (cenoura, pepino, nabo, entre outros) são ricos em fibras e devem ser consumidos com cautela, pois têm muito sódio.

Na hora do consumo de carnes, lembre-se de retirar a gordura aparente, como a pele das aves. O lombo e o peixe têm menos gordura, mas não se prive de comer uma preparação típica.

Tente deixar os refrigerantes de lado e optar por sucos naturais e águas aromatizadas. O vinho pode ser consumido. A dose recomendada para adultos saudáveis é de uma taça (150 ml) para mulheres e duas taças (300 ml) para homens. Se beber, não dirija!

 “Para que você tenha um período de festas ‘saudável’, respeite os sinais do seu corpo, valorize e aprecie as receitas de família, os aromas e os encontros”, finaliza Ana Paula.