Aldaci de Souza

Notícias de Sergipe - Coluna do dia 12/12/2017


Assinatura aconteceu no gabinete da Presidência da Alese – Foto: Jadilson Simões

Edital de concurso da Alese sai em janeiro
O edital do primeiro concurso público da Assembleia Legislativa de Sergipe será divulgado no dia 12 de janeiro de 2018.

A assinatura do contrato aconteceu na manhã desta terça-feira, 11, no gabinete do presidente da Alese, deputado Luciano Bispo (PMDB). A banca organizadora será a Fundação Carlos Chagas (FCC).

Serão 96 vagas para cargos de níveis médio e superior. A taxa de inscrição varia de acordo com a escolaridade, sendo R$ 85 e R$ 105, respectivamente.

Doadores de sangue, medula óssea e desempregados de baixa renda, mediante comprovação, estarão isentos.

As inscrições serão feitas pela internet, entre os dias 18 de janeiro e 27 de fevereiro, pelo site www.concursosfcc.com.br. As provas estão previstas para o dia 22 de abril.

Os cargos somente serão divulgados no edital, mas há informações no Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa de Sergipe, que entre as categorias, estão: jornalistas, enfermeiros, médicos, administradores, contadores, economistas e técnicos administrativos.

Edital de concurso da Alese sai em janeiro
O presidente da Alese, deputado Luciano Bispo, informou que os aprovados suprirão as vagas deixadas pelos servidores que se aposentaram.

"Os comissionados que temos são de gabinete, mas a Assembleia cresceu e criamos outros cargos. Faremos um concurso com lisura e transparência para que sejam aprovados os mais preparados", garantiu.

A chefe de planejamento e orçamento da FCC, Etiene Constantino explicou que as provas serão feitas de acordo com o que o Parlamento está pedindo.

Deflagrada a Operação Última Estação
As polícias Federal, Civil e Militar deflagraram nesta terça-feira (12/12), a segunda fase da Operação Última Estação.

O objetivo é coibir os crimes de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e outros decorrentes da atuação de integrantes de facção criminosa no Estado da Bahia. Também estão sendo cumpridas 22 medidas de bloqueio de contas bancárias utilizadas pelos investigados.

Estão sendo cumpridos 11 mandados de prisão preventiva, 6 de condução coercitiva e 19 de busca e apreensão nas cidades de Salvador, Porto Seguro, Alagoinhas, Dias D’Ávila, Camaçari e Serrinha, na Bahia; além de Aracaju, em Sergipe; Maceió, em Alagoas; e Goiânia, em Goiás.

MPE denuncia criminalmente 26 pessoas
O Ministério Público Estadual (MPE/SE) denunciou criminalmente 26 pessoas na Operação Caça Fantasmas.

A operação que objetiva identificar servidores que recebiam sem trabalhar na gestão do ex-prefeito de Aracaju João Alves Filho (DEM), identificou que o ex-gestor teria pago durante o mandato, quase R$ 1,2 milhão a 22 servidores fantasmas.

Os “fantasmas” recebiam salários entre R$ 800 a R$ 3 mil], sem comparecer ao trabalho.