Brasil

Reforma da Previdência permitirá ao país entrar em ciclo virtuoso, diz Moreira

A aprovação da reforma da Previdência pelo Congresso Nacional permitirá que o país entre em 2018 em um ciclo virtuoso. A avaliação foi feita hoje (11) pelo ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, ao participar, em São Paulo, de fórum promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo sobre o tema.

Segundo o ministro, a aprovação da reforma, permitirá que o país sinalize para os investidores um grau de confiança e segurança jurídica.

Moreira Franco explicou que a situação da Previdência Social exige mudança. No entanto, o ministro assegurou que a proposta do governo não irá afetar os direitos adquiridos. Pelo contrário, segundo ele, os direitos serão mantidos.

Para o ministro, o atual sistema previdenciário agrava a desigualdade social do país, ao garantir privilégios a uma parcela do funcionalismo público, que acaba consumindo a contribuição do restante da população.

De acordo com ele, a proposta de alterar as regras de aposentadoria e pensão vai eliminar os privilégios e levar igualdade de oportunidade a todos.

“O que nós queremos é que as pesssoas tenham os seus direitos iguais. Os que tiverem condições de obterem situações diferentes que contribuam para que essa situação seja diferente”, disse.

Para Moreira Franco, além de tornar o sistema mais justo, a reforma previdenciária também vai garantir crescimento, confiança e investimentos no Brasil.

Ele considera que o defícit da Previdência Social é o principal problema das contas públicas e, por isso, é indispensável aprovar a reforma.