DESATIVADO / Política

Kadafi investiu US$ 1 milhão na candidatura de Lula, diz Palocci

Palocci, segundo a publicação, prometeu contar a história no acordo de delação premiada que está negociando

A capa da revista Veja deste fim de semana diz que, segundo o ex-ministro Antonio Palocci, o PT recebeu US$ 1 milhão do ditador líbio Muamar Kadafi, morto em 2011, para a campanha de Lula em 2002.

Palocci, segundo a publicação, prometeu contar a história no acordo de delação premiada que está negociando.

A lei veta o uso de dinheiro de “procedência estrangeira” em casos como esse e uma das punições previstas é a cassação do registro do partido.