Brasil / Curiosidades / DESATIVADO / Saúde

Verão demanda cuidados extras com o coração

Seguir algumas dicas pode fazer toda a diferença

As mudanças de hábitos alimentares e o aumento da intensidade das atividades físicas que geralmente ocorrem no verão podem causar alterações cardíacas diversas. Diante dos excessos e alterações na rotina, é fundamental prestar mais atenção à saúde do coração durante esta época do ano.

No verão, alguns comem mais enquanto outros adotam dietas alimentares altamente restritivas para exibir um corpo esbelto na praia. Isso sem falar nos sedentários que não se preocupam em procurar orientação médica e de um educador físico e começam, por conta própria, a prática de exercícios.

Pessoas com maior risco cardiovascular, como idosos, hipertensos, obesos, tabagistas e diabéticos, se arriscam ao alterar sua rotina por conta própria.

É muito importante consultar um médico antes de iniciar qualquer atividade física e um nutricionista para orientar sobre emagrecimento saudável. Em cidades litorâneas, como a nossa capital, os frutos do mar são muito apreciados, mas é importante lembrar que muitos colaboram para a elevação do colesterol, principal fator desencadeante da aterosclerose.

O médico diz, ainda, que as pessoas que tomam medicamentos para hipertensão arterial devem ficar atentas às temperaturas elevadas. No verão, o calor extremo e a umidade aumentam a perda de água e sais minerais através da transpiração e da respiração. A solução é aumentar a ingestão de líquidos, principalmente em pacientes de maior faixa etária e que fazem uso de diuréticos.

Como a tendência natural do corpo é reduzir a pressão no calor, o uso de vasodilatadores pode acentuar essa queda, causando hipotensão. Uma reavaliação médica antes de sair de férias é importante: pode haver necessidade de uma alteração na dosagem dos medicamentos. Medir a pressão arterial com maior frequência também pode evitar surpresas desagradáveis.

Dicas

Para garantir a saúde do coração na estação mais quente do ano, seguir algumas dicas pode fazer toda a diferença. A primeira delas é evitar os raios solares mais fortes. É melhor escolher o período da manhã ou o fim da tarde para as sessões de exercício físico ao ar livre.

Para um dia inteiro fora de casa, é importante limitar o tempo de exposição ao sol e aproveitar as sombras disponíveis. Passar filtro solar de boa qualidade diariamente também é recomendável, assim como o uso de roupas largas, com cores claras, que desviam os raios solares.

Segundo a Nutricionista da Clínica ADS, Carla Reis, tanto cardiopatas quanto pessoas que não sofrem de problemas no coração devem beber muita água, no mínimo 2 litros por dia. Além disso, é fundamental reduzir o consumo excessivo de sal e gorduras neste período.

Ao contrário do inverno, no verão nosso corpo precisa de menor quantidade de energia. Usar alimentos muito calóricos pode sobrecarregar o organismo e dificultar inclusive o seu funcionamento.

Neste sentido, o melhor é priorizar o consumo de verduras, legumes e frutas, alimentos ricos em vitaminas e minerais. Cereais integrais e carnes magras devem completar nossa alimentação.

Alimentos fontes de ômega 3, como salmão, sardinha e linhaça melhoram a inflamação e consequentemente as manchas da pele por exposição solar.

Água de coco e sucos naturais com pouco ou nenhum açúcar também são bem vindos na estação verão. conclui a nutricionista.