Cristina Villarino

Sucursal da Chapada Diamantina - Coluna do dia 22/5/2017

Prefeito de Itaberaba vai a Brasília em busca de recursos federais 
O prefeito de Itaberaba, Ricardo Mascarenhas esteve recentemente no Ministério do Turismo, em Brasília, em  reunião com o assessor do ministro, Luís Vannucci, para tratar  de assuntos do interesse da comunidade,  inclusive de repasses para a construção de praças  e áreas de lazer do município.

Prefeitura de Itaberaba homenageia garis
A Prefeitura de Itaberaba homenageou  os garis com delicioso café de manhã. O café da manhã foi especial e contou também com a presença do prefeito Ricardo Mascarenhas que, em outras oportunidades, já demonstrou um grande respeito que tem por estas pessoas. Ricardo, lembrou que o trabalho dos garis é um dos mais importantes no município.

“Eu tenho admiração pelos garis, agradeço pelo esforço, pela dedicação, pela contribuição que estão dando à cidade de Itaberaba. O gari está nas ruas diariamente, trabalhando pela manhã, a tarde e à noite na limpeza e higienização da cidade.Vim pessoalmente  para agradecer o trabalho que vocês fazem na nossa cidade”, concluiu. Durante o encontro o prefeito Ricardo Mascarenhas, aproveitou para conversar  com os integrantes da equipe responsável pelo trabalho de limpeza da cidade.

Em Brasília, prefeito Ricardo Mascarenhas se encontra com o senador Otto Alencar
Na tarde do último dia 18 de maio, o prefeito Ricardo Mascarenhas  esteve reunido com o senador Otto Alencar, em Brasília. Na oportunidade o chefe do executivo aproveitou para conversar sobre alguns projetos para o município de Itaberaba.

Pedro Tavares defende meia-entrada para portadores de lúpus
O deputado Pedro Tavares (PMDB) apresentou projeto de lei na Assembleia Legislativa, para instituir o pagamento de meia-entrada para portadores de lúpus eritematoso sistêmico nos estabelecimentos que promovem eventos culturais, artísticos, esportivos e de lazer na Bahia.

Se aprovado, o projeto prevê que o portador de lúpus deverá comprovar sua condição. Já as produtoras deverão disponibilizar o número total de ingressos disponíveis aos usuários da meia-entrada em todos os pontos de vendas, de forma visível e clara. 

Segundo o deputado, a vida do paciente diagnosticado com lúpus é irremediavelmente afetada, modificando sua forma de se relacionar com o mundo e consigo mesmo. As marcas do corpo e as dores articulares também representam limitações importantes. Essas dificuldades se intensificam com as limitações impostas pela doença, tal como a impossibilidade de exposição solar, mobilidade. 

“O projeto de lei tem por finalidade dar a estes pacientes uma melhor qualidade de vida, proporcionando-lhes a socialização, mediante sua frequência em ambientes culturais, esportivos”, justificou o parlamentar.  

Ibititá: Crianças da rede municipal ganham alimentação fortificada com nutrientes
Graças à parceria entre Prefeitura e Ministério da Saúde, o município de Ibititá foi capaz de realizar a fortificação da alimentação infantil em creches e escolas da rede. A iniciativa, que tem como objetivo combater a extrema pobreza na primeira infância, consiste na “adição de uma mistura de vitaminas e minerais em pó em uma das refeições oferecidas para as crianças diariamente”. De acordo com a nutricionista Marilla Cunha Alencar, “a suplementação é realizada em crianças com 06 meses a 04 anos de idade por um período de 12 semanas”. “Tal ação visa potencializar o pleno desenvolvimento infantil e a prevenção e controle das carências de vitaminas e minerais, especificamente anemia e deficiência de ferro”, complementa a especialista.

Prefeitura de Ibititá realiza melhor São João antecipado da Região de Irecê
Entre as atrações, Gatinha Manhosa, Naldinho e Léo Rios, Desejo de Menina, Mala sem Alça e Banda Zanzibar.

A Prefeitura de Ibititá divulgou as principais atrações do São João antecipado do município, que acontece em dois momentos distintos: nos dia 3 e 4 de junho no Distrito de Canoão e 10 e 11 no Bairro do Gelo, na sede. Este ano, já estão confirmadas as apresentações de Gatinha Manhosa, Naldinho e Léo Rios, Desejo de Menina, Aline Ataíde (ex -Limão com Mel), Mala sem Alça e Banda Zanzibar. Além disso, cumprido a política cultural do Governo Cafu Barreto de valorização dos talentos da “terra”, a grade de atrações também contempla artistas locais de grande destaque no território. O São João antecipado de Ibititá, o maior da Região de Irecê, é promovido pela Prefeitura com o objetivo de garantir entretenimento de qualidade à população, fomentar o comércio da cidade e celebrar as tradições juninas. Como já é marca da gestão Cafu Barreto, as festas vão dispor de excelente infraestrutura, som e luz compatíveis com os melhores eventos do Estado; além de segurança, barracas com bebidas e comidas típicas, estacionamento, banheiros e um atrativo que não se encontra em nenhum outro lugar do mundo: a hospitalidade e o calor humano do povo de Ibititá.

Morro do Chapéu: Herdeiros de terras são condenados a indenizar União em R$ 1 milhão
Os cinco herdeiros de Zeferino Maia dos Santos, proprietário de uma área em Morro do Chapéu, na Região de Irecê, foram condenados pela Justiça Federal a indenizar a União em R$ 1 milhão por exploração ilegal de areia. A ação foi movida pelo Ministério Público Federal (MPF) e foi julgada pelo juiz Gilberto Pimentel, da Subseção Federal de Irecê.

Em uma fiscalização na região, foi constatado a extração da areia, se autorização, por Zeferino Maia, hoje falecido, então proprietário do terreno. O juiz negou o pedido para condenar os herdeiros a indenizar a coletividade por danos morais, por não serem os responsáveis direto pelo dano. 

Segundo a sentença, “a atividade extrativista ocasionou diversos danos ambientais à área em que se deu, tais como: supressão de vegetação e, consequentemente, de nichos faunísticos, bem como da camada superficial do solo, totalizando área de cerca de 46.017,10 m²; alteração da topografia original da área, com diminuição da cota do solo em relação ao lençol freático nas cavas, aumentando assim as possibilidades de contaminação do mesmo; redução na fertilidade natural do solo e perda de diversidade genética, devido à retirada da camada superficial do solo, onde se encontra a maior parte da matéria orgânica, nutrientes, microfauna, microflora e do banco de sementes; compactação do solo interno à cava; alteração do relevo, gerando escarpas abruptas no perímetro da lavra; aumento da suscetibilidade à erosão nas bancadas que foram abertas”.

O pedido de indenização a coletividade foi afastado pelo magistrado, por entender que não há parâmetro para medir o sofrimento psíquico dos envolvidos com a extração ilegal de areia.